Ministro de Bolsonaro quer entregar terras indígenas do Brasil para exploração de empresa Canadense

Bento

O ministro de Minas e Energia de Bolsonaro, o Almirante Bento Albuquerque, participou de um evento no último dia 4 chamado Prospectors and Developers Association of Canada (Associação de Prospectores e Desenvolvedores do Canadá) para falar sobre o interesse do Brasil em abrir áreas indígenas para a exploração por empresas estrangeiras. De acordo com ele isso traria benefícios para essas comunidades e para o país.

O golpista Jair Bolsonaro já demonstrava antes mesmo de ser eleito em eleições fraudadas sua opinião sobre indígenas, ele disse que “Não vai ter um centímetro demarcado para reserva indígena ou para quilombola”, em uma outra entrevista disse que ele se equivocou nessa fala e a corrigiu, dizendo que não vai haver “nem um milímetro”.

Logo quando assumiu o cargo, Bolsonaro transferiu a Fundação Nacional do índio (FUNAI) para o ministério da Agricultura, onde estão concentrados latifundiários e integrantes da bancada ruralista do congresso nacional, que invadem as terras indígenas, atiram e queimam seus habitantes, promovendo um verdadeiro massacre para expulsá-los a força das terras que são suas por direito.

“Se eleito eu vou dar uma foiçada na FUNAI, mas uma foiçada no pescoço. Não tem outro caminho. Não serve mais.”, disse Bolsonaro durante sua campanha no processo de farsa eleitoral.

Os golpistas querem entregar o país aos capitalistas estrangeiros. Os indígenas e a zona rural são os mais prejudicados, tanto pela falta de organização quanto pela vulnerabilidade das pessoas que moram nessas regiões, até mesmo organizações populares tradicionais como o MST estão sob risco e forte ameaça.

O ministro de Bolsonaro foi para um evento onde demonstrou querer entregar terras brasileiras a uma mineradora canadense. É preciso que os indígenas resistam e impeçam qualquer tentativa de invasão pelos capitalistas estrangeiros e também pelo governo golpista por meio da criação de comitês de autodefesa e da mobilização contra o governo fascista. Fora Bolsonaro e todos os golpistas!