Ministro da destruição do Meio Ambiente, Ricardo Salles, anuncia que vai rever todas unidades de conservação federais

ricardo salles careta

Nesta semana o jornal golpista O Estado de São Paulo, informou que o ministro de destruição do Meio Ambiente, Ricardo Salles, anunciou a criação de um grupo de trabalho para fazer uma revisão de todas as 334 unidades de conservação no Brasil federais, administradas pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio).

O fascista Salles informou que 190 parques foram criados nas gestões petistas “sem nenhum tipo de critério técnico” e emendou que “vamos acabar com isso.” Ainda disse que não descarta a mudança de categorias de unidades de conservação e revogação de áreas já estabelecidas.

O ministro da destruição do Meio Ambiente está querendo entregar todas as unidades de conservação para latifundiários, madeireiras, mineradoras e de turismo. Para isso está colocando em ação um plano de privatização de unidades e de destruição dos recursos naturais.

São milhões de hectares, que representam 9,1% da área territorial do país e 24,4% da faixa litorânea cobiçada por grandes especuladores imobiliários e de empreendimentos de luxo.

É preciso derrotar o governo Bolsonaro para que Salles saia do Ministério do Meio Ambiente e não seja colocado outro representante de mineradores, especuladores imobiliários e latifundiários.