Invasão imperialista frustrada
Procurador-geral pede a prisão do mandante, participantes e atores tentativa de invasão terrorista bancada pelo imperialismo dos EUA
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
guaidó-1
Guaidó e mercenários colombianos na região da fronteira com a Venezuela. Imagem: reprodução. |

Da redação – O Ministério Público da Venezuela solicitou à justiça, no começo da tarde desta sexta (08), a prisão do autoproclamado presidente, Juan Guaidó, por participação na tentativa frustrada de invasão ao país, juntamente com uma equipe de paramilitares contratados, formada por venezuelanos dissidentes, colombianos e estadunidenses.

Foram pedidas também a prisão de seu assessor Juan José Rendón, o deputado Sergio Vergara e o ex-militar norte americano Jordan Goudreau, diretor executivo da Silvercorp USA, empresa contratada por Guaidó para executar o ataque ao país, que visava sequestrar e assassinar autoridades do governo venezuelano, principalmente, seu presidente Nicolás Maduro.

O pedido de prisão se baseia em todas as provas colhidas com os cerca de 33 detidos da operação, tendo sido apresentado, inclusive, um dos contratos fechados entre Guaidó e a Silvercorp.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas