Golpe de Estado
A posição cínica da OEA mostra o apoio incondicional dos EUA ao golpe na Bolívia e à formação de um governo provisório de direita que conduza novas eleições para a direita ganhar
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Áñez é reconhecida por Trump e Bolsonaro - Reuters, AP
Áñez é reconhecida por Trump e Bolsonaro: Reuters/AP |

Da Redação – Nesta sexta (15) pela manhã, a OEA (Organização dos Estados Americanos), o Ministério das Colônias dos EUA (Estados Unidos da América), reconheceu a senadora golpista Jeanine Áñez-MDS (Movimento Democrático Social, partido de direita na Bolívia) como presidente provisória da Bolívia.

A informação foi dada pelo twitter do Secretário Geral da OEA, o golpista Luis Almagro:

“Conversé con Jeanine Áñez, presidenta de Gobierno provisional de Bolivia. Transmití el apoyo de la OEA para el próximo proceso electoral. Acordamos el envío de una misión para la cooperación electoral previa a elecciones y reiteramos llamado a pacificación del país.”

“Conversei com Jeanine Áñez, Presidente do Governo Provisório da Bolívia. Transmiti o apoio da OEA ao próximo processo eleitoral. Concordamos em enviar uma missão de cooperação eleitoral antes das eleições e reiteramos o pedido de pacificação do país.” (tradução livre)

A posição completamente cínica da OEA mostra o apoio incondicional dos EUA ao golpe militar na Bolívia e à formação de um governo provisório de direita que conduza novas eleições para a direita ganhar. Soma-se aos apoios dados por Trump e Bolsonaro.

Áñez, por sua vez, também foi ao twitter declarar sua submissão total à OEA e aos EUA:

“Agradezco la llamada del Secretario General de la OEA, Luis Almagro, su reconocimiento a nuestro gobierno de transición y el apoyo para convocar elecciones en el menor tiempo posible. La próxima semana recibiremos la Misión de la OEA para conversar sobre la transición democrática.” (tradução livre)

Agradeço o apelo do Secretário-Geral da OEA, Luis Almagro, o reconhecimento do nosso governo de transição e o apoio à convocação de eleições no menor tempo possível. Na próxima semana, receberemos a Missão da OEA para discutir a transição democrática.”

Os golpistas, que acabam de cassar o direito do povo boliviano votar e escolher seu presidente (o povo reelegeu Evo Morales) falam sistematicamente em democracia. Almagro, não só defendeu a autoproclamada golpista, como atribuiu o golpe de Estado ao presidente derrubado pelo golpe militar (Evo), acusando-o de fraudar as eleições.

Isso mostra que a derrota da direita na Bolívia, como nos demais países da América latina, não se dará pelas instituições da burguesia e do imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas