Mimimi: técnico do México não sabe perder e é machista

OsorioMexicano

Da redacão – O técnico da selecão mexicana, o colombiano Juan Carlos Osorio, saiu do jogo atirando, inconformado: disse que a arbitragem roubou para o Brasil, que Neymar fez “palhaçada” ao rolar de dor e que “o futebol é um esporte de homens”.

Osorio não aceitou bem a derrota do México por 2 a 0 para o Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo. Ainda no gramado da Arena Samara, o treinador da equipe derrotada detonou Neymar, que recebeu um pisão, sem bola, de Layún, quando estava fora do gramado e no chão, bem no tornozelo que o mundo inteiro sabe que o craque se recupera de cirurgia, sem dó.

E o mexicano não recebeu nem o cartão amarelo.

Apesar disso, o técnico também criticou a arbitragem do italiano Gianluca Rocchi e falou em favorecimento ao Brasil. “Acho que a arbitragem favoreceu totalmente o Brasil. Os atacantes sempre buscaram a falta, ele sempre marcou e protegeu mais o Brasil”, chorou as pitangas.

“É um péssimo exemplo para o mundo do futebol e para todas as crianças que estão acompanhando. Futebol é um esporte forte, esporte de homens. E não deveria perder tanto tempo assim com um jogador só. Foram quatro minutos”, disparou Osorio, parado em algum ponto do passado.

Pense no que pensou dessa declaração misógina dele a nossa Marta e suas colegas de todo o mundo.