Golpe Militar
Militares que depuseram o presidente Keita, decidiram que haverá uma “transição de 3 anos” a um futuro governo civil.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Mali - Golpe Militar
Ismael Wague (centro), subchefe da Força Aérea do Mali, em coletiva de imprensa. | Foto por: reprodução/AFP

Os militares que deram o golpe no Mali no começo da semana passada, definiram, após negociações com Cedeao, que farão uma transição de 3 anos a um novo regime civil.

A junta militar que assumiu o governo do Mali, depondo o presidente Ibrahim B. Keita e todo o seu governo, decidiu também pela libertação do presidente. O regime político no Mali, sob controle dos militares em cooperação com o Conselho da Comunidade Econômica da África Ocidental (Cedeao), será comandado por um chefe militar e por um governo constituído também quase que exclusivamente por militares.

Segundo, porta-vozes do Cedeao “o conselho afirmou que deseja realizar uma transição de três anos para rever os fundamentos do Estado do Mali”.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas