Militares no STF: Dias Toffoli assume presidência e coloca general como assessor

vilas1

Da redação – O ministro golpista do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, assume nesta quinta-feira (13), a presidência da Corte, com uma política alinhada contra a classe trabalhadora, contra o PT – que o indicou ao cargo -, e, de forma alarmante, articula com o general Villas Boas, o militar da reserva Fernando de Azevedo e Silva como seu assessor. Colocar as Forças Armadas em pontos estratégicos nas instituições, liga o alerta no atual momento de conturbação da política nacional e, para além, devemos assinalar o número de candidatos militares nesta eleição é muito grande.

Importante ressaltar que antes de ir para a reserva, foi colocado como chefe do Estado Maior do Exército, “o braço executivo do comandante Eduardo Villas Bôas, sempre cotado para substituto”, e agora, em meio as ameaças abertas dos militares golpistas, entra no STF.

É preciso ampla denúncia contra o avanço dos militares golpistas dentro das instituições. Esses que estão hoje dentro do Exército são os mesmos torturadores da Ditadura Militar de 1964, servos do imperialismo norte-americano que preparam uma nova onda de violência contra o povo. É preciso sair às ruas e derrotar o golpe pela força, antes que os planos do imperialismo sejam colocados em prática, como este diário operário vem alertando.