Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
vilas1
|

Da redação – O ministro golpista do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, assume nesta quinta-feira (13), a presidência da Corte, com uma política alinhada contra a classe trabalhadora, contra o PT – que o indicou ao cargo -, e, de forma alarmante, articula com o general Villas Boas, o militar da reserva Fernando de Azevedo e Silva como seu assessor. Colocar as Forças Armadas em pontos estratégicos nas instituições, liga o alerta no atual momento de conturbação da política nacional e, para além, devemos assinalar o número de candidatos militares nesta eleição é muito grande.

Importante ressaltar que antes de ir para a reserva, foi colocado como chefe do Estado Maior do Exército, “o braço executivo do comandante Eduardo Villas Bôas, sempre cotado para substituto”, e agora, em meio as ameaças abertas dos militares golpistas, entra no STF.

É preciso ampla denúncia contra o avanço dos militares golpistas dentro das instituições. Esses que estão hoje dentro do Exército são os mesmos torturadores da Ditadura Militar de 1964, servos do imperialismo norte-americano que preparam uma nova onda de violência contra o povo. É preciso sair às ruas e derrotar o golpe pela força, antes que os planos do imperialismo sejam colocados em prática, como este diário operário vem alertando.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas