Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Milícia Bolivariana, formada por membros da classe trabalhadora armados
|

Da redação – Na madrugada de hoje (21), um grupo de militares golpistas pertencentes à Guarda Nacional Bolivariana rendeu o capitão do posto da GNB de Macarao, Caracas, e roubou dois veículos.

Depois disso, os golpistas invadiram a sede do destacamento de segurança urbana de Petare, no município de Sucre, e sequestraram alguns oficiais e armas.

Posteriormente, no entanto, foram capturados pela Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) e o governo venceu a tentativa golpista.

O imperialismo está empreendendo uma ofensiva ainda maior contra o governo Maduro, utilizando-se da mentira de que ele tomou posse de maneira ilegítima e que, portanto, não é o presidente dos venezuelanos, e assim deve assumir um outro governo, inclusive com a ajuda militar do imperialismo.

A direita golpista busca dividir a esquerda nacionalista, seja a sua base social, seja dentro do próprio governo ou seja dentro das Forças Armadas. A FANB, tanto o baixo como o alto escalão (ao menos sua maioria) continua leal ao chavismo, mas existem membros ligados à direita golpista, e isso é impulsionado pelo imperialismo que ajuda financeiramente, logisticamente, com a campanha de propaganda, etc, para dividir as Forças Armadas que são fundamentais para um golpe contra o governo, ou mesmo para iniciar uma guerra civil.

Por isso, a única solução que o governo de Nicolás Maduro tem para derrocar de uma vez por todas as incessantes tentativas golpistas do imperialismo é armar toda a população venezuelana, colocar um fuzil no ombro de cada trabalhador, e os trabalhadores devem estar constantemente mobilizados e nas ruas para, armados, resistirem e derrotarem a direita golpista e o imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas