Menu da Rede

Moraes legitima roubo bilionário da Petrobrás

Militares do RJ tem carta branca para prender políticos “ligados ao crime organizado”

Da redação – O secretário da segurança no Rio de Janeiro, o general do exército  Richard Nunes, afirmou em entrevista para a UOL que a “Intervenção prenderá políticos ligados ao crime” e que “quase todos os estados da federação anseiam colocar as Forças Armadas na atividade da segurança pública” nessa semana. O general deixa claro que defender o “beneplácido de atividades ilícitos”, como ocupações urbanas “irregulares” e “transportes irregulares” são características dos políticos ameaçados a prisão.

“Em anos anteriores, milícias e facções criminosas do Rio tentaram ajudar candidatos simpatizantes e atrapalharam campanhas de rivais em favelas sob seu controle. Na entrevista, Nunes explicou como a intervenção vai trabalhar para coibir essas práticas. O secretário reiterou que manterá um gabinete de crise ativo no Centro Integrado de Comando e Controle durante todo o período eleitoral.” disse o general na entrevista. O combate às supostas “facções criminosas do Rio”, na verdade, visam reprimir qualquer organização popular de resistência ao Estado burguês. Isso fica ainda mais claro na resposta quando o jornalista questionou sobre sua posição relativa ao aumento do número de civis mortos pela polícia. Ele considera que o caso é de “legitima defesa”, ou seja, matar crianças em horário escolar seria uma forma de “autodefesa policial compreensível e indigna de questionamento por parte da sociedade”.

“Mas como vamos trabalhar? Nós temos uma coalizão estabelecida com o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), nós temos um grupo de inteligência exatamente dedicado ao levantamento dessas possibilidades. Eu assinei com o presidente do TRE um ato conjunto multi-institucional exatamente para coibir o abuso de poder nas eleições e nós estamos com todos os nossos sensores voltados para isso. A intenção do TRE é agir proativamente, inclusive impedindo a diplomação de eventuais candidatos eleitos que a gente comprove a ligação com o crime organizado. Nós estamos trabalhando na direção certa: integrando inteligência.”, completa o general, indicando o aprofundamento do poder das Forças Armadas no Estado.

Todo esse método de trabalho tem sido testado no Rio de Janeiro para ser aplicado em todo o Brasil. A afirmação do general de que “praticamente todos os estados querem as Forças Armadas como agentes da segurança” indica indiscutivelmente essa posição de ampliação do controle militar sobre o solo nacional. Na prática uma intervenção militar nacionalmente.

É preciso lutar contra a ação das Forças Armadas na política, lutar contra a intervenção militar no Rio e sua ampliação para uma intervenção militar nacional. É preciso sair às ruas e lutar contra o golpe, pela Liberdade de Lula e por sua candidatura à presidência.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.