Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
imgpsh_fullsize (1)
|

Da redação – Militantes do PCO na Inglaterra participaram hoje (07) de atos em solidariedade e apoio ao governo legítimo de Nicolás Maduro e ao povo da Venezuela, que sofrem uma nova e mais intensa ofensiva golpista do imperialismo.

Aproximadamente 100 pessoas compareceram à frente do Banco da Inglaterra para protestar contra o embargo econômico cometido pelo imperialismo, que impede a Venezuela de comprar produtos básicos, como alimentos e medicamentos, fazendo com que o povo tenha um acesso escasso a esses produtos.

Em particular, o Banco da Inglaterra bloqueou 550 milhões de dólares em ouro pertencentes à Venezuela que estão em poder da instituição parasitária. No total, o país sul-americano possui 2 bilhões de dólares em diversos ativos que estão bloqueados por instituições europeias.

Os manifestantes exigiram o desbloqueio dos bens venezuelanos roubados descaradamente pelo imperialismo britânico.

Além de militantes do PCO, participaram do ato as organizações Venezuela Solidarity Campaign, Congresso de los Pueblos, Assange Defense league, Decency, o sindicato UNITE, Ken Livingstone (ex prefeito de Londres) e Chris Williamson (membro do parlamento britânico pelo partido trabalhista inglês).

Nas próximas semanas outros atos serão realizados por toda a Inglaterra e também ao redor da Europa, em apoio ao governo legítimo de Maduro, ao povo venezuelano e denunciando o bloqueio econômico que o país sofre dos Estados Unidos e dos países europeus.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas