Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
kalison
|

O militante e líder camponês no Estado do Pará, do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Katison de Souza, foi barbaramente assassinado a golpes de facão na manhã do último dia 2, no município de Santa Isabel, região metropolitana de Belém do Pará.

As informações do MPA são de que Katison vinha sofrendo ameaças de morte desde o ano passado devido a sua atuação em defesa dos camponeses, posseiros e sem-terra da região. A brutalidade do assassinato vem no momento de avanço sem precedentes dos latifundiários e da direita golpista contra os trabalhadores sem-terra e comunidades tradicionais.

O Estado do Pará sempre se destacou como o mais violento contra os sem-terra, mas nesses últimos dois anos se aprofundou com atuação aberta das forças do estado controlada pelos golpistas tucanos ligados ao governador Simão Jatene(PSDB), dos latifundiários e do judiciário.

Fica cada vez mais evidente que essa situação vai se agravar e que os camponeses só podem confiar nos próprios sem-terra para se defenderem. Devem exigir o direito de autodefesa e organizar comitês de autodefesa em todos os assentamentos, acampamentos e comunidades que estão vivendo conflitos com os latifundiários e os golpistas.

 

Veja abaixo a nota elaborada pelo MPA:

Nota

O Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) vem expressar sua indignação com assassinato do companheiro Katison de Souza militante do Movimento no Estado do Pará.

Katison foi mais uma vítima da violência no campo uma pratica frequente dos “Senhores” que se apropriam das terras e usam como ferramenta para gerar lucro a qualquer custo, mesmo que para isto, tenha que tirar vidas para manter sua estratégia de lucro.

Katison pelo contrário lutava pela terra afim de trazer segurança para seus quatros filhos e companheira, assim como na busca da dignidade dos excluído desta sociedade que lutam pela terra para produzir o pão sagrado de cada dia, para alimentar a esperança daqueles e aquelas que tiram seu sustento.

Queremos justiça e punição aos assassinos e seus mandatários.

Nos roubaram sua presença física companheiro, mas segues vivo em nossos sonhos e lutas Katison. Segues vivo em cada sem-terra, em cada camponês que fazem de suas necessidades a luta legitima por um simples pedaço de chão.

Expressamos nossa solidariedade aos amigos e familiares, e ecoamos o nosso grito por justiça.

A violência e a arma dos ignorantes e dos opressores. Camaradas do Pará e familiares muita fora e solidariedade.

Por nossos mártires, nenhum minuto de silêncio por toda uma vida de luta!

Movimento dos Pequenos Agricultores- MPA 02 de junho de 2018.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas