Menu da Rede

Domingo: Rui C. Pimenta apresentará balanço da situação política

Todas às ruas

Milhares de cartazes e panfletos preparam a mobilização do dia 29

Os atos do dia 29 de maio levantarão as principais reivindicações da população brasileira

Cartaz para convocação do ato – Reprodução

Em todo Brasil, impulsionado pela ascensão das mobilizações, o dia 29 de maio será marcado por manifestações de rua em todas as capitais brasileiras e nas principais cidades do interior. Os atos estão sendo convocados pela Frente Brasil Popular, CUT, MST, entre outras organizações e são a primeira iniciativa nesse sentido das organizações de esquerda desde o início da pandemia.

Os atos do dia 29 de maio levantarão as principais reivindicações da população brasileira, tais como: vacinação em massa imediatamente, quebra das patentes, redução da jornada de trabalho sem redução salarial, auxílio emergencial de no mínimo um salário mínimo, não à privatização dos Correios, da Eletrobrás e de qualquer outra empresa nacional, pelo fim das polícias, contra o desmonte das universidades, e todas as reivindicações que os setores que participarem do ato julgar importante, sempre com o eixo político central do Fora Bolsonaro e todos os golpistas! 

O Partido da Causa Operária em conjunto com os Comitês de Luta em todo o país tiraram cerca de 5.000 cartazes e 200.000 panfletos para a convocação do ato e estão indo aos bairros populares, terminais de ônibus, estações de metrô, portas de fábricas e centros urbanos colar cartazes e distribuir os panfletos, uma tarefa fundamental para a convocação de um verdadeiro ato de massas. Clique aqui e baixe o PDF do panfleto, imprima e distribua em sua cidade.

De Norte a Sul do país, a militância do Partido da Causa Operária convoca todos a participarem dos atos em suas respectivas capitais:

Na região Sul o companheiro Matheus Vetter da direção nacional do PCO e do coletivo sindical Luta Metalúrgica destaca “Estamos aqui em Blumenau convocando a assembléia que vai acontecer no dia 22 de Maio por 10% já ou greve e também aproveitando para convocar todos a participar do ato no dia 29 de Maio na capital catarinense, Florianópolis, com as reivindicações de vacina para todos e auxílio emergencial já, é importante que a categoria dos metalúrgicos participe do ato e todos os setores da sociedade participem.”

Em São Paulo o companheiro Antônio Carlos Silva, da direção nacional do PCO, convoca :

 

No Rio de Janeiro Henrique Simonard, membro da Aliança da Juventude Revolucionária e dirigente nacional do PCO  convoca “convocamos todos a sair as rua com a gente no dia 29 de Maio num dia nacional de mobilização por auxílio emergencial, por vacina já e por fora Bolsonaro, nós do Rio de Janeiro vamos nos reunir na candelária às 14h e ir andando até a central do Brasil neste ato nacional.”

No Distrito Federal, Ricardo Machado, da direção da CUT-DF e da direção nacional do PCO, convoca: “depois do ato vitorioso que aconteceu no dia 1º de Maio, nós estamos agora convocando os trabalhadores para o próximo dia 29 o ato que vai acontecer aqui em Brasília pelas reivindicações dos trabalhadores, agora neste momento de pandemia e de ataque a classe trabalhadora, pela vacina já, pelo auxílio emergencial de pelo menos um salário mínimo e contra o desemprego e a carestia pelo fora Bolsonaro nesse sentido varias organizações como CUT, Movimentos Sociais, Partidos Politicos como nós do PCO estamos convocando para este dia para dar uma resposta a altura aos ataques feitos a classe trabalhadora.”

Nesse sentido, os comitês de luta são uma importantíssima ferramenta dos trabalhadores para unificar os setores mais conscientes de cada cidade, bairro, fábrica, escola ou universidade para realizar a luta nas ruas, convocando a população a participar da mobilização em prol da derrubado de Bolsonaro e todos os golpistas.

Por isso é preciso fortalecer e ampliar os comitês de luta que já existem e formar mais centenas de novos por todo o país, só assim será possível conquistar as principais reivindicações da classe trabalhadora brasileira. Clique aqui e saiba como formar seu comitê.

A tarefa da esquerda é utilizar esses atos para impulsionar a luta contra o governo Bolsonaro e o regime golpista de conjunto, a burguesia e o imperialismo. A partir de agora, é extremamente necessário ter em mente: ir às ruas e não sair mais delas até que o governo caia, até que todas as reivindicações dos explorados sejam atendidas e até que o golpe seja derrotado. Até que os trabalhadores tomem para si o governo.

aef4dc75 5ae3 4295 a3e4 3c8acec9eeaa

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.