Milagre: pesquisa mostra Doria em primeiro para governador, mesmo com grande rejeição

635358-970x600-1

Uma pesquisa publicada pelo instituto golpista Datafolha nesta segunda-feira (16) colocou João Doria em primeiro lugar entre os pré-candidatos e possíveis candidatos nas intenções de votos para as eleições do 1º Turno ao governo do Estado de São Paulo. Doria aparece na pesquisa com 29% das intenções de votos com a presença de Paulo Skaf (MDB) nas eleições e 36% sem o candidato da Fiesp. Ao mesmo tempo o ex-prefeito de São Paulo tem maior rejeição, segundo a pesquisa 33%, que dizer um terço da população do Estado não votaria em Doria de maneira alguma.

Logicamente, que essas pesquisas não refletem de nenhum modo a opinião pública, refletem apenas a opinião de setores da burguesia na tentativa de manipular o voto da população. As pesquisas da burguesia tem, antes mesmo de sua efetivação, um resultado estabelecido, a pesquisa serve apenas para confirmar, através de ampla manipulação, o resultado desejado pelos setores mais poderosos da burguesia. No caso Doria, criaram um cenário no qual ele detém, de saída, cerca um terço dos votos, enquantos os outros dois terços estariam distribuídos entre os demais candidatos, sendo que mais da metade destes não votariam em Doria em nenhuma hipótese.

Fica claro que é uma farsa, o candidato em primeiro lugar ter um índice de rejeição maior do que de aprovação. Ou seja, a burguesia montou uma fraude para disfarçar a extraordinária rejeição de seu candidato preferencial.

Doria é, talvez, o candidato mais execrável da política nacional, sua passagem pela prefeitura de São Paulo foi sem dúvida uma das mais aterradoras e hediondas que a população da cidade já conheceu em mais de 400 anos de história. A política de Doria na prefeitura foi uma ataque generalizado ao bem estar de toda a população, principalmente da periferia; da população pobre, foi desde servir ração para crianças, impedi-las de repetir merenda escolar a tentar matar moradores de rua com água fria no inverno, e mesmo derrubar um prédio com pessoas dentro, de destruição da saúde, com o fechamento de posto a destruição da cultura com o fim de todos os incentivos culturais, de inúmeras e criminosas privatizações a brutal repressão, dentre diversas outras coisas pavorosas. Doria e seus asseclas são os representantes exemplares da escória ignorante e selvagem que é a burguesia de São Paulo e do país.

A eleição de Doria foi realizada por uma extraordinária mecanismo de manipulação e fraude, as pesquisa da burguesia, que na época nem mesmo citava os outros candidatos, foi parte deste mecanismo. Podemos dizer que a eleição de Doria foi um dos primeiros frutos podres do golpe de Estado e da campanha contra o PT e a esquerda, disfarçada de luta contra a corrupção, que a população teve de sentir o gosto horrível.

Mas Doria era ainda uma “novidade”, ainda que má, agora, porém, a população da cidade, do Estado e mesmo do país viu o que é capaz a direita golpista no poder. Doria é o candidato preferencial da burguesia, contudo é o  mais odiado pela população, não só da cidade de São Paulo, mas de todo o Estado, e é isso que expressa a pesquisa da Folha. A burguesia tem a difícil missão de fazer o os paulista engolirem esse fruto podre do golpe de Estado que é Doria, quanto todos o rejeitam absolutamente.