Michel Temer chamou os patrões para indicar novo ministro do Trabalho

trabalho

O presidente golpista Michel Temer (MDB) convocou reunião no Planalto com os patrões da Confederação Nacional da Indústria (CNI), uma das grandes organizações que articularam a derrubada da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) e escolheram o novo ministro do Trabalho, o advogado Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello.

Primeiramente, devemos denunciar que a escolha do ministro, nesta segunda-feira, 9, teve como propósito colocar mais um aliado, que, neste caso, é sócio do escritório da mulher de Gilmar Mendes – cabeça da articulação golpista da burguesia nacional.

Segundo, devemos escancarar que os golpistas fazem reuniões semanais com os empresários golpistas, aqui, com Robson Andrade, que é presidente da CNI. Essa organização zela pelo cumprimento das decisões da diretoria e do Conselho de Representantes, entidades públicas e privadas, nacionais ou internacionais, que tem seus interesses econômicos e políticos bem definidos trazendo seus grupos de trabalho para a administração pública que está nas mãos dos capachos dos imperialistas.

Mesmo com um embate gigantesco entre a burguesia nacional e a pró-imperialista, devemos ter claro que o Brasil de hoje é comandado pelos patrões, grandes capitalistas que destruíram a CLT, perdoam suas próprias dívidas na Receita Federal e agora escolheram seu representante para continuar os ataques contra os trabalhadores.