Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
mst norte de minas
|

Nesta quinta-feira (18/08), 30 famílias do acampamento Bela Vista, do Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), foi atacado e as famílias ameaçadas de morte por pistoleiros da região.

O ataque ocorreu em Rio Pardo de Minas, Norte do Estado de Minas Gerais, onde três motos e seis pistoleiros invadiram o acampamento armados e atearam fogo nos barracos e gritavam “vamos matar todo mundo”.

As informações do MST são que as famílias ocupam desde 2017 a fazenda Santa Bárbara de propriedade do Estado, mas que estava sendo ocupada de maneira irregular pela empresa Gerdau.

Esse ataque é mais um e se dá após o assassinato de um integrante do MST em Valinhos, interior de São Paulo, que foi atropelado de maneira covarde pela extrema direita bolsonarista.

A situação política está estimulando os latifundiários e a direita a atacar os sem-terra e não vai ser a polícia e muito menos a justiça que irão acabar com essa violência. É preciso lutar pelo direito de se defender e pelo armamento dos trabalhadores.

É preciso formar comitês de autodefesa em todos os acampamentos, assentamentos e a nas atividades realizadas pelos movimentos de luta pela terra para se defender da maneira que for necessária da violência dos latifundiários e pistoleiros.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas