Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Recentemente, no jornal online O Globo foi anunciado o que, no sistema capitalista, é comum e visível na economia nacional e internacional: a desigualdade salarial entre homens e mulheres.

Na reportagem exposta, visualiza-se que empresas como a Master Card, Citigroup e Wells Fargo apresentam diferenças no que se trata da folha de pagamento de homens e mulheres. Tal diferença é mais uma das faces de um sistema injusto, desigual e de opressão. Os valores pagos não são, como é pregado, de acordo com a quantidade e qualidade do trabalho desenvolvido.  O que se visualiza na prática é, na verdade, a superioridade masculina, a desigualdade e a relação de submissão feminina, difundindo e propagando uma cultura machista.

Além da folha de pagamento, pode-se visualizar os aspectos desiguais, dentro das empresas, nos mais amplos setores. Os papéis de liderança e chefia, por exemplo, são, em sua grandiosa maioria, ocupadas por homens, deixando claros os papéis que homens e mulheres devem cumprir, não apenas em seu ambiente de trabalho, mas na sociedade em geral.

As respostas das empresas, que anunciam a busca por políticas inclusivas e de igualdade, bem como a constante evolução de seus métodos é, na verdade, uma farsa. Não se deve lutar, exclusivamente, contra a cultura impregnada nesses ambientes. Todavia, sim, lutar contra o sistema capitalista, que oprime não só as mulheres, mas os pobres, negros, homossexuais e todos aqueles que estão à margem. A luta pela derrubada do capitalismo é urgente e deve tomar força de maneira imediata.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas