Burguesia inimiga da mulher
A luta das mulheres é uma organização independente do estado burguês, sendo este o inimigo. Pela autodefesa das mulheres, salvaguardando os interesses históricos do operário
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
mulher
Bloco das Mulheres na Luta Contra a Violência do Estado n Dia da Mulher - Belo Horizonte - 08/03/201 | Foto por Circuito Fora do Eixo

As mulheres não irão ficar mais protegidas das agressões com leis e punições mais rígidas, pelo contrário, em um cenário fascista que nos encontramos, a repressão só virá para oprimir e prender mais o trabalhador, aumentando a repressão na forma de facilitar o encarceramento e prolongá-lo, tornado um inferno ainda pior para as classes mais baixas. Enquanto que a alta burguesia ficará impune como sempre e com liberdade para os homens burgueses  continuarem cometendo vários tipos de violência contra as mulheres sem serem punidos.

Mesmo após a Lei Maria da Penha, as agressões e assassinatos continuam aumentando, com um crescimento de 1.9% agora na pandemia, sendo três mulheres mortas por dia, mostram os dados do primeiro semestre. O que faz necessário uma política social, como independência econômica e políticas de apoio a mulher, já que o estado capitalista faz, intencionalmente, com que elas sejam mais dependentes dos homens e não mais repressão. Pois tais leis de punição não ajuda em nada para solucionar a violência contra as mulheres.

Porque na verdade o que acontece, por exemplo, é que quando uma mulher da classe oprimida dá queixa de seu agressor e ele é preso, logo que solto esta mesma mulher volta com ele, pois não tem como prover a casa e seus filhos sozinha, o que também não quer dizer que as mulheres da burguesia não sofram a violência também, sendo que nessa situação ainda o agressor dificilmente receberá punição, mostrando que essas leis só servem mesmo para prender o mais pobre e aumentar a violência contra mulher ainda mais.

É ilusão achar que em um estado onde barbárie capitalista predomina, as mulheres serão totalmente livres, mesmo que com a conversa enganadora da burguesia histérica, de que se qualquer pessoa que trabalhe muito será livre e independente, até porque os verdadeiros ricos e livres, os bilionários, que na sua maior composição são homens, nunca precisaram trabalhar. É preciso uma organização da mulher em torno da sua autodefesa e soluções nos problemas de origem social da questão, onde um movimento das mulheres, sobretudo a operária, que é onde a repressão é maior, que busque cortar o mal da barbárie geradora dos problemas, pela raiz.

Sendo que a solução para tudo isso, é a população no geral, com a pauta das mulheres e de todas as minorias em direitos, nas ruas exigindo o Fora Bolsonaro e todos os golpistas! Eleições gerais com Lula candidato! Por uma organização independente das mulheres! Por uma constituinte pelo Estado Operário Transformador!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas