Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O ministro golpista da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou em entrevista que o plano do governo ainda é fazer a reforma da Previdência, mas eles simplesmente não têm condições de fazer isso no momento.

Inclusive surgiu à tona um atrito entre os ministros do governo Temer e os parlamentares do Congresso, com Rodrigo Maia, presidente da Câmara, falando em “desrespeito”. Essa é mais uma demonstração da total confusão e caos que vive o regime golpista, sem nenhuma legitimidade com o povo brasileiro.

Meirelles diz que após ser resolvida a intervenção militar, a Previdência voltará a ser prioridade no governo. Resta saber se eles encontrarão outro caminho por onde fazer esta maldade, pois a destruição da aposentadoria é tão impopular que nem mesmo esse Congresso golpista é capaz de aprová-la.

Com esse fracasso do governo Temer, a situação pode seguir por outros caminhos, inclusive com outras “reformas” que também irão prejudicar a população. O ministro da Fazenda inclusive apresentou uma lista de “prioridades”, que provavelmente foram pedidas encarecidamente pela burguesia golpista, a serem votadas na Câmara. Ou seja, o plano dos golpistas é fazer um verdadeiro assalto ao bolso do povo, com o objetivo de atender aos desejos do imperialismo.

Para “coroar” o papo, o ministro ainda declarou total apoio à intervenção militar no Rio de Janeiro, dizendo ser “absolutamente necessária”, pois não seria mais aceitável “que crianças passem a ser cada vez mais atingidas por bala perdida”. A afirmação é curiosa já que nesta quinta (22), durante operação da polícia, mais uma criança foi morta por uma bala perdida no Rio de Janeiro. E com a presença das Forças Armadas, é óbvio que a tendência é que a situação se agrave.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas