Exemplo de solidariedade
Governo venezuelano e Associação dos Médicos Formados no Exterior se solidarizam com o povo manauense e oferece 107 médicos.
Manaus 06/05/2020 - Cenas dos leitos semi intensivos do hospital Platão Araujo sob responsabilidade do Governo de Manaus. Foto Jonne Roriz/Veja
A falta de oxigênio hospitalar é um drama muito triste nos hospitais de Manaus. | Foto: Jonne Roriz
Manaus 06/05/2020 - Cenas dos leitos semi intensivos do hospital Platão Araujo sob responsabilidade do Governo de Manaus. Foto Jonne Roriz/Veja
A falta de oxigênio hospitalar é um drama muito triste nos hospitais de Manaus. | Foto: Jonne Roriz

Mesmo com todo apoio do governo brasileiro aos ataques à Venezuela, como invasão da embaixada venezuelana no Brasil por bolsonaristas, apoio ao golpista Juan Guaidó e ameaças de golpe de estado para derrubar o presidente legítimo Nicolás Maduro, o povo venezuelano mostrou o significado de solidariedade diante do caos que acomete a população manauense, que agoniza a cada dia pela irresponsabilidade dos governos estadual e federal.

Diante da crise do sistema de saúde de Manaus, com falta de oxigênio para a população, o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, informou que 107 médicos graduados pela Universidade de Caracas se ofereceram para ajudar Manaus.

Os médicos, profissionais da Associação dos Médicos Formados no Exterior (Amfex), que conta também com médicos brasileiros, enviaram, no dia 15, um documento ao governador Wilson Lima (PSC). Segundo o documento, “107 médicos residentes no Brasil estão à inteira disposição para prestar o apoio que seja necessário para essa luta contra o coronavírus e a favor da vida humana”.

Nicolás Maduro também já havia atendido ao pedido do Governo do Amazonas com relação ao envio de carga de oxigênio hospitalar. Segundo Wilson Lima, a Venezuela foi o único país a oferecer ajuda ao Estado do Amazonas. O ministro Jorge Arreaza informou que, além dessa disponibilidade de ajuda com médicos, o governo venezuelano já estaria enviando, nesse sábado (16), caminhões com milhares de litros de oxigênio, saindo da cidade de Puerto Ordaz para Manaus, não tendo ainda previsão de chegada.

Relacionadas
Send this to a friend