Do Consulado de Cuba
“Cuba tem plenamente disposição a compartilhar com o mundo seus serviços médicos e os benefícios de eficazes medicamentos”
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
maxresdefault
Pedro Monzón, Cônsul-geral de Cuba em São Paulo | Créditos: Reprodução

Publicamos, na íntegra, nota do companheiro Pedro Monzón, Cônsul-geral de Cuba em São Paulo, sobre os medicamentos contra a covil-19 em desenvolvimento naquele País.

 

Medicamentos cubanos. Uma esperança real vs Covid-19

Pedro Monzón

Cônsul-geral de Cuba em São Paulo

Além dos serviços que Cuba historicamente tem prestado com assistência médica internacional e o Contingente contra Desastres e Epidemias Graves Henry Reeve que, atualmente conta com mais de 3.700 profissionais de saúde em 35 Estados (somados aos quase 30.000 que já atuavam em 61 países), a nossa ilha está a contribuir decisivamente para a prevenção e cura da COVID-19 com a criação e uso de medicamentos de alto nível científico.

É conhecido o uso do produto cubano Interferon Alfa 2b Recombinante durante a epidemia na China, com resultados positivos substanciais. Naturalmente, também tem sido muito exitosa sua aplicação em Cuba e outros países onde nossas brigadas médicas prestam serviços solidários.

No entanto, graças à pesquisa científica de nosso robusto setor de biotecnologia, reconhecido pela OMS, OPAS e cientistas de renome em todo o mundo, outros importantes medicamentos se somaram à batalha contra a pandemia; todos com o objetivo de aumentar a capacidade imunológica inata ou adquirida do ser humano, cujo objetivo é evitar contágios e combater a doença, mesmo nos próprios pacientes assintomáticos. Entre esses medicamentos constam: uma variante nasal do Interferon, a fusão do Interferon Alfa 2b com o Interferon Gama, a Biomodulina T e Fator de Transferência; adicionar a vacina contra a Meningite B e C, o CIGB 210, o CIGB 300, com múltiplos usos de antivirais e anticancerígenos testados, Imunopotenciador CIGB 2020 e as gotas homeopáticas preventivas (PrevengHo Vir).

Se trata de dois produtos também cubanos: o anticorpo monoclonal Anti CD6 e o regulador da imunidade CIGB 258 (Jusvinza), que estão evitando significativamente, com efeitos anti-inflamatórios muito rápidos, a morte de pacientes graves e críticos, e impedem que os enfermos cheguem a esses estágios extremos.

Por exemplo, no mundo 80% dos pacientes que chegam ao estado crítico e grave morrem; em Cuba, ao contrário, com o uso desses medicamentos 80% ou mais sobrevivem. A redução muito considerável dos infectados, o crescimento das recuperações e a substancial diminuição de novos óbitos em Cuba corroboram essas afirmações que nos colocam com apreciáveis vantagens abaixo da média mundial e da América Latina e Caribe. Apesar dos recentes surtos que estamos combatendo com rigor, pode-se dizer, com segurança, que em Cuba a pandemia está sendo controlada, está a caminho da erradicação e o sistema de saúde não entrou em colapso, nem colapsará.

Embora já tenhamos uma vacina promissora, a Soberana 01, a primeira na América Latina, que iniciou em 24 de agosto os ensaios clínicos nas fases 1 e 2, e seus resultados finais estão estimados para os primeiros dias de fevereiro de 2021, esses efetivos medicamentos e nossas concepções sobre o desenvolvimento da saúde pública, poderiam mudar o curso da doença nos países que as utilizam.

Todo esse esforço vem sendo realizado a contragosto dos danos cada vez maiores causados pelo terrível bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba, que inclui a criminosa, imoral e desumana perseguição à nossa cooperação médica.

No entanto, ele não deterá nosso altruísmo, nossa solidariedade e, como sempre, asseguramos que Cuba tem plenamente disposição a compartilhar com o mundo seus serviços médicos e os benefícios de eficazes medicamentos cubanos de ponta, e esperançosamente possamos também alcançá-lo com o nobre povo brasileiro.”

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas