Médica fascista rasga receita de idoso por ele ter votado em Haddad

whatsapp-image-2018-10-09-at-17.52.46

Da redação – Nesta segunda-feira (8) aconteceu um caso absurdo no Rio Grande do Norte. Uma médica rasgou a receita de um paciente que afirmou ter votado no PT. Esse abuso foi feito pela médica infectologista Tereza Dantas, após atender o paciente José Alves de Menezes no Hospital Estadual Giselda Trigueiro no bairro das Quintas em Natal, capital do Rio Grande do Norte.

O paciente José Alves, um idoso de 72 anos, passa frequentemente no hospital para pegar a receita do medicamento que toma diariamente. O caso aconteceu por volta das 7h30min da manhã da segunda-feira.

“Eu estava conversando com outras pessoas sobre a situação política do país e fiquei exaltada, no momento. Eu realmente rasguei (a receita), porque ele não votou no meu candidato. Fiz errado, não tenho dúvidas”, disse a médica.

Após o fato, o paciente José Alves de Menezes também conhecido como Jean Menezes recorreu ao Diretor do Hospital que providenciou a receita com outro médico. Logo em seguida foi aberto boletim de ocorrência na polícia civil e registrado queixa na ouvidoria da unidade.

“Assim que for notificada, a direção da unidade iniciará um processo de abertura de procedimento de sindicância e tomará as medidas cabíveis dentro da Lei”, conforme a nota publicada pela Secretaria de Saúde Pública (Sesap) que apurou o caso.

Esse é mais um exemplo de ataque da extrema-direita. A direita se dizia democrática e defensora dos bons costumes mas estimulou a extrema-direita durante a campanha golpista. Episódios como esses acontecem todos os dias em várias regiões do Brasil.