Porto Seguro (BA)
A bolsonarista Raissa Soares tenta justificar uma política maluca de Bolsonaro para o COVID-19 e justificar o fim do isolamento social
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
raissa soares bolsonaro
Raissa Soares numa "live" com o fascista Jair Bolsonaro | Imagem: Youtube

A médica bolsonarista Raissa Soares que trabalha duas vezes por semana no Hospital Regional Deputado Luís Eduardo Magalhães, no município de Porto Seguro, Extremo Sul da Bahia, vem causando uma enorme confusão entre a população e as pessoas contaminadas pelo coronavírus.

Raissa Soares vem publicando vídeos com uma aparência “técnica” sobre um protocolo de tratamento de pessoas contaminadas que pode enganar pessoas desinformadas e não acompanham o dia-a-dia da médica bolsonarista. Durante esses vídeos, Raissa apresenta o uso da coloroquina e ivermectina. Segundo a própria médica ganhou notoriedade porque seu tratamento “apontava” 100% de recuperação dos casos que cumpriam esse protocolo. Mas tudo não passa de uma enorme farsa.

Esse suposto protocolo de “sucesso” não tem sucesso nenhum. Quem está divulgando e impulsionando Raissa Soares são a extrema direita e o próprio Jair Bolsonaro. A suposta médica participa de “lives” com expoentes do fascismo e da falta de suporte de recursos a população durante a pandemia, como Magno Malta, que inclusive negam a situação crítica causada pelo coronavírus.

A médica Bolsonarista Raissa Soares está sendo impulsionada porque tem interesses dos empresários e da extrema direita por trás dessa “preocupação” com a situação da população pobre e trabalhadora contaminadas pelo vírus.

A tranquilidade passada pela médica bolsonarista, a apresentação de um suposto “protocolo” extremamente eficiente e medicamentos que estão funcionando (apesar de não haver nenhuma comprovação) servem como uma medida para tranquilizar a população para que os empresários acabem com qualquer tipo de isolamento social.

É por isso que se reúne com figuras de “porte” da extrema direita e o próprio presidente fascista Jair Bolsonaro. É ligada a grupos de extrema direita e participa de “carreatas” pelos bairros populares fazendo propaganda de possíveis candidatos da direita e seu protocolo bolsonarista, que assim como Bolsonaro, não servem para nada.

A farsa da “doutora” Raissa Soares é tamanha que denuncia a falta de cloroquina, mas não denuncia as condições dos hospitais, falta de médicos, falta de UTI`s entre outras coisas que é culpa direta do governo Bolsonaro.

É apensa um instrumento da extrema direita para atacar o isolamento social e até o governador petista Rui Costa, conhecido por divergências com Bolsonaro em relação ao isolamento social.

 

Raissa numa outra “Live” com o fascista Magno Malta.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas