Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
matinhos
|

No último dia 07/05, o prefeito e a câmara municipal de Matinhos, no litoral do Paraná, viraram assunto das redes após circular a foto do projeto de lei 006/2018 “que estabelece normas para a instalação de mercados, supermercados e/ou hipermercados…”

O motivo do constrangimento causado é que se trata de uma lei anti-concorrência, proposta por um abaixo assinado de proprietários de mercados, supermercados e mini mercados que há mais de 20 anos estão estabelecidos em Matinhos e são ligados ao grupo político que governa o município.

Além da lei aparentemente ser inconstitucional, segundo relatado no Jornal dos Bairros “o ex-prefeito Eduardo Dalmora-PDT, padrinho político do atual prefeito Ruy Hauer Reichert-PR, é proprietário junto de sua família, de duas redes de supermercados em Matinhos, o que beneficiaria diretamente de forma comercial o ex-prefeito.”

Detalhe: as coligações que elegeram o ex e o atual prefeito são carregadas de partidos golpistas, a diferença é que em 2012 o PT, PCdoB e PDT integravam o grupo, já após o Golpe de 2016 o PSDB foi adicionado à coligação, o PCdoB e o PDT mantidos e o PT excluído.  O que explica a postura do PDT e do PCdoB hoje na luta contra o Golpe, quando procuram abandonar Lula na masmorra de Curitiba em favor de uma aliança eleitoral com os golpistas, que derrubaram Dilma, prenderam Lula e aprofundam seus ataques contra toda a esquerda e o povo.

Após a grande repercussão negativa, a câmara recuou e no último dia 16/05 retirou o projeto de pauta, o que mostra que a manobra da aprovação na “surdina” não colou.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas