China
Destróier americano foi convidado a se retirar do Mar da China por não ter autorização do país para navegar na região.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
BEIJING, CHINA - NOVEMBER 9, 2017: US President Donald Trump (L) and China's President Xi Jinping shake hands at a press conference following their meeting at the Great Hall of the People in Beijing. Artyom Ivanov/TASS (Photo by Artyom IvanovTASS via Getty Images)
Donald Trump (esq.) e Xi Jinping (dir.) | Foto: Artyom IvanovTASS via Getty Images

Ontem, 22, a Marinha da China identificou a presença do destróier norteamericano John S. McCain próximo às Ilhas Nansham sem a autorização do governo chinês. Os americanos foram alertados e expulsos das águas chinesas.

A presença militar imperialista se dá um dia após chineses realizarem exercícios militares na região. Trata-se de uma afronta direta dos Estados Unidos à soberania e a segurança da China.

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas