Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
marchezan 1
|

Em Porto Alegre, o prefeito Nelson Marchezan Júnior decretou, ainda este ano, o aumento das passagens, que, atualmente, custam R$4,30. Como justificativa, falou que a culpa era dos rodoviários, que clamaram, anteriormente, por aumento salarial. Além disso, também afirma, mentirosamente, que o atual valor é para cobrir os custos da prefeitura com as empresas públicas de transporte. É importante lembrar também que ele utiliza esse argumento como justificativa para privatizar o serviço.

Com seus ataques verbais, também frequentemente chamando os funcionários públicos de acomodados e vagabundos, Marchezan mostrou ser típico homem da direita golpista. Integrante do PSDB, suas políticas para o município são de total descaso com os trabalhadores. Desde eleito, sua característica é de ataque aos funcionários públicos.

Além do aumento das passagens, os municipários sofrem com o descumprimento de datas e valores do Cartão de Transporte TRI. Os atrasos no pagamento das passagens para os funcionários acontecem todo mês. Mesmo sem condições de se locomover, são obrigados a trabalhar e, caso não compareçam, são descontados. A categoria também está recebendo seus vencimentos de maneira parcelada. Ou seja, mal recebem e ainda sofrem com descontos. Os valores nem sempre batem com o custo da passagem. A prioridade do prefeito é pagar aos banqueiros, não aos trabalhadores.

Seguem ainda diversos projetos de lei, que estão em análise na Câmara de Vereadores, que objetivam o corte total dos direitos conquistados pelos municipários. Em setores como a Fundação de Assistência Social e Cidadania (FASC), os municipários estão perdendo gratificações que aumentam o valor dos salários que, por sua vez, não são altos. Os locais de trabalho, infraestrutura, são inferiores às necessidades do funcionamento das repartições. Sucatear ao máximo as instituições públicas é mais um dos planos de Marchezan, que se utiliza disso para justificar as privatizações.

O detestado prefeito da capital dos gaúchos é um direitista que deve ser combatido. Nesse sentido é fundamental a luta contra o golpe. Com o aprofundamento dele, já são visíveis os ataques aos trabalhadores, através de medidas como o parcelamento dos salários, as terceirizações, privatizações, etc. Apenas lutando contra o golpe se faz possível deter a atuação da direita golpista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas