Manuela da Força: candidata do PCdoB foi ao 1º de maio da burguesia e do PSDB

DIA DO TRABALHO / FORCA SINDICAL

A central anti-sindical Força Sindical, do golpista Paulinho da Força, contou no seu evento de primeiro de maio com a festiva presença da pré-candidata do PCdoB à presidência da república.

Cunha, Aécio e Paulinho no palanque, assim como Manuela

Manuela D´Ávila discursou contra a reforma trabalhista dividindo palanque com entusiastas e apoiadores do golpe de estado como o ex-PCdoB, ex- PSB e atual Solidariedade, Aldo Rebelo e o ex-ministro de Temer, e também presidenciável Paulo Rabello de Castro (PSC) ex-partido do Bolsonaro, Rabello é ex-presidente do BNDES. A candidata do Partido Comunista do Brasil dividiu o palanque com os golpistas que apoiaram o golpe contra Dilma Rousseff e colocou Michel Temer no poder o  que desencadeou a avalanche de retrocessos que incluem a destruição da quase totalidade dos direitos dos trabalhadores brasileiros.

O ato da Força Sindical, que Manuela D’Ávila participou de mãos dadas com Paulinho da Força, não passou de um show com artistas populares e distribuiu nada menos que 15 carros patrocinados pela multinacional Hyundai. Paulinho já levou nesse palanque figuras golpistas como Aécio Neves e Eduardo Cunha fazendo campanha aberta pelo golpe.

Paulinho na campanha pelo impeachment de Dilma

A necessidade de aparecer em todas as vitrines fez Manuela figurar também no ato conjunto da CUT e da CTB no mesmo dia. No ato em Curitiba ela foi ao palanque com uma camiseta escrita “Lula Livre” que não foi usada no pseudo ato da Força Sindical.

A pré-candidata que foi “papagaio de pirata” no último discurso de Lula antes da prisão, finge não ver contradição entre condenar a prisão ilegal do ex-presidente e se lançar vorazmente sobre seu espólio eleitoral, atitude que é repetida por outros candidatos abutres, como Guilherme Boulos (PSOL) e Ciro Gomes (PDT).

A presença