Manobras da Conmebol fracassam e times brasileiros avançam na Copa Libertadores

Palmeiras-x-Colo-Colo

As manobras da Conmebol para prejudicar e atacar o melhor futebol do mundo, o futebol brasileiro, não tiveram o efeito desejado pela entidade sul-americana. Pelo menos não até esta quinta-feira, dia 04 de outubro. Isto porque nas duas competições em andamento que envolvem clubes do continente (Copa Libertadores e Sul-Americana) os times brasileiros vão muito bem.

Neste meio de semana, em confrontos válidos pelas quartas de final da Libertadores – a mais importante e prestigiada competição de clubes do continente – dois dos três times nacionais que disputam vagas para as semifinais, Grêmio e Palmeiras, avançaram para a etapa seguinte.

O Grêmio alcançou o placar agregado de 6 x 0 contra o Atlético Tucuman depois de fazer 4 x 0 na partida realizada na terça-feira, em Porto Alegre. O time dirigido pelo técnico Renato Gaúcho já havia imposto uma derrota ao adversário na partida de ida, quando não tomou conhecimento dos anfitriões argentinos e mesmo estando na casa do adversário, saiu de campo com uma respeitável vitória pelo placar de 2 X 0. A boa vantagem obtida na primeira partida fez com que o time do sul do país entrasse em campo com a tranquilidade necessária para a administrar a vantagem. A superioridade do Grêmio, no entanto, fez com que o time chegasse sem maiores dificuldades ao elástico placar, depois de um começo de partida onde o time argentino esboçou uma certa pressão, pois precisava descontar a vantagem do time brasileiro na primeira partida. No desenrolar da partida, a superior qualidade técnica do time brasileiro foi ficando patente e os gols foram saindo naturalmente. Os gremistas enfrentarão o River Plate, também da Argentina, numa das semifinais da competição.

O outro time brasileiro que driblou não só o adversário, mas também as tentativas da arbitragem em prejudicar o nosso futebol foi o Palmeiras. O “Verdão” da capital paulista derrotou os chilenos do Colo-Colo pelo placar de 2 X 0, o mesmo escore da partida de ida, em Santiago, capital do Chile. No placar agregado, 4 X 0 para o futebol brasileiro e mais uma classificação assegurada às semifinais. A partida foi realizada nesta quarta-feira na casa palmeirense, com grande público presente para prestigiar e comemorar a classificação dos comandados do técnico Felipão, que desde a sua chegada vem obtendo ótimos resultados nas duas competições, o Brasileirão, onde o Palmeiras lidera a tabela e agora na Libertadores, onde avançou à próxima fase. Os palmeirenses aguardam o adversário, que sairá do confronto entre Cruzeiro X Boca Juniors, partida que será realizada nesta quinta-feira, dia 04, no tradicional estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Para esta partida, depois de muita pressão, a Conmebol retirou a punição ao zagueiro Dedé, expulso injustamente na partida de ida, em Buenos Aires, depois de uma decisão totalmente ilegal do árbitro de campo, que se valeu do famigerado VAR para expulsar indevidamente o defensor do time brasileiro. O clima é de grande expectativa não só pelos acontecimentos de “La Bombonera” na partida de ida, mas principalmente pela enorme rivalidade existente entre brasileiros e argentinos.

O Cruzeiro entrará em campo com sua força máxima e terá que partir com tudo para cima do adversário para descontar a vantagem do time portenho, obtida sob muita pressão, na partida de ida. A diretoria do Cruzeiro aguarda um público superior a 55 mil torcedores no Mineirão para empurrar o time azul-celeste. Confiamos na superioridade do futebol brasileiro, contra tudo e contra todos. Prá cima deles, Brasil.