Manifestações no Chile
A manifestações no Chile começaram no dia 18 de outubro para comemorar um ano da explosão social, e nesta terça-feira (20) continuam em várias regiões do país

Por: Redação do Diário Causa Operária

De acordo com a Prensa Latina, no domingo (18) as manifestações no Chile para comemorar um ano desde a explosão social de 18 de outubro de 2019, terminou com quase 600 pessoas presas e um morto. A concentração popular aconteceu em sua maior parte em Santiago na capital na  Plaza de La Dignidad e foram bem menores no interior do país.

Nesta terça-feira (20) as mobilizações aconteceram em várias cidades do Chile, as principais convocações foram realizadas em cidades como Valparaíso, Concepción, Viña del Mar, Coquimbo e outros. Em Valparaíso mais de mil pessoas marcharam por uma das principais vias da cidade em direção à sede do Congresso Nacional, onde ocorreram confrontos com forças policiais quando alguns manifestantes tentaram remover as grades altas que protegem o prédio.

Em Concepción há relatos de 20 pessoas detidas após confronto com a policia. Nas cidades portuárias teve bloqueio de trânsito e várias barricadas. Outras cidades de onde ocorreram manifestações e confrontos com os policiais foram Valdivia, Temuco, Talcahuano e La Serena, entre outras.

Send this to a friend