Antônio Carlos Silva

Juliano Lopes

Sobre o Juliano

Membro da direção nacional do PCO e coordenador do Coletivo de Negros João Cândido.

Juliano Lopes é formado em Direito pelo Centro Universitário de Brasília, advogado e dirigente da Secretaria Nacional Jurídica do Partido da Causa Operária. Integrantes do Comitê Central do PCO, atuou durante anos como redator do Diário Causa Operária e é colunista do Jornal Causa Operária.

Coordenador do Coletivo de Negros João Cândido, o qual é responsável por elaborar e aplicar uma política democrática e revolucionária para o movimento negro, na organização da emancipação dos negros, que só pode ser completa com a revolução socialista e a abolição da propriedade privada e o fim da repressão estatal.

Luta contra o golpe

Malditos vermelhos!

O vermelho define a luta do povo, de suas organizações, sindicatos, associações, partidos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em torno das manifestações já realizadas e as que estão para ser realizadas se restabeleceu um debate: o que de não se deve sair às ruas com as bandeiras vermelhas, sejam elas de partidos, sindicatos, central sindical, etc. Teríamos que sair às ruas com uma bandeira de “unidade”, neutra, de qualquer outra cor, menos vermelha!

A direita científica faz essa campanha, e boa parte da esquerda já caiu no golpe, de aceitar essa cantilena e se disfarçar com outras cores, com outros nomes, para, segundo a imprensa golpista, não cair no dissabor do povo, que, por algum motivo estranho, não gosta da esquerda vermelha. 

Falso. Tudo que o povo tem de direitos até hoje veio da luta da esquerda organizada, com suas tradicionais bandeiras vermelhas. Absolutamente tudo. Por isso que a direita científica ou nazista não gosta do vermelho, desde sempre, desde que os russos ameaçaram pôr abaixo o regime dos capitalistas em todo mundo com seu Exército Vermelho.

Aqui, ainda em 2013 foram iniciadas as movimentações golpistas, resultando na deposição de Dilma Rousseff em 2016. Quem não se lembra da votação, onde de um lado da Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF) estavam os vermelhos e, do outro, os verde-amarelos, com a camisa da seleção brasileira, já que não podiam ir com a suástica, se não iria ficar muito feio, ou com a camisa das galinhas verdes, pois muito humilhante.

Os direitistas se disfarçaram atrás do verde e amarelo, sendo que são os que defendem o massacre do povo, a morte dos pobres, a tortura, pena de morte, aumento dos crimes, a ditadura militar, enfim, uma corja macabra disfarçada de “cidadãos de bem”.

O vermelho, não. Define a luta do povo, de suas organizações, sindicatos, associações, partidos, enfim. A luta histórica do povo contra a burguesia está representada na bandeira vermelha, e é ela quem deve forrar os atos pela derrubada do regime, fora Bolsonaro e todos os golpistas. 

É com ela que se deve varrer os malandros de plantão, que, outrora golpistas, agora querem coordenar os atos. O povo deve se organizar por detrás das bandeiras vermelhas, sem nome fantasia, mas com o que realmente defende, suas bandeiras, suas reivindicações, e, em conjunto, esmagar os fascistas, a direita golpista, e colocar em marcha uma luta de massas para pôr abaixo o regime da burguesia.

Nesse aspecto, é preciso colocar o nome de Lula nas manifestações, exigir sua participação. É uma liderança popular capaz de levar consigo milhões às ruas contra a direita. Não se trata de campanha eleitoral para 2022, mas de luta contra a direita golpista, luta que deve ser feita imediatamente.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.