Mais uma vítima negra: é preciso formar comitês de auto-defesa

leandro sousa

Da redação – Nesta quarta-feira, dia 24 de outubro, o pai de santo Leandro Sousa de Jesus foi assassinado a tiros em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O pai de santo estava dentro do terreiro quando dois homens chegaram de moto e efetuaram vários disparos na direção de Leandro.

O pai de santo participava de uma reunião no local junto com outras pessoas da comunidade que ficaram chocadas com a extrema violência do ataque. Até onde se sabe não houve outras vítimas e tudo indica que o ataque tenha sido uma execução.

De acordo com a polícia, quando os policiais chegaram ao local, na rua das Marrecas (bairro Nova Brasília), Leandro já estava morto e não pôde ser socorrido.

O caso de Leandro é mais um dentre os inúmeros casos de assassinatos de lideranças negras que vem se multiplicando no país na medida em que avança a extrema-direita. Casos como o de Leandro deixam claro a necessidade cada vez mais urgente de  se juntar em comitês de luta contra o golpe e formar comitês de autodefesa para que o conjunto dos oprimidos possam resistir a este tipo de ataque brutal.