Mais uma vítima da extrema-direita: bolsonaristas matam travesti a facadas em SP

Captura de Tela 2018-10-17 às 09.02.29

Da redação – Uma travesti foi assassinada a facadas na madrugada desta terça-feira (16), próximo a Praça da República no Centro de São Paulo. Testemunhas ouvidas pela polícia relataram que o crime aconteceu logo após uma breve discussão, na qual foram ouvidos gritos com o nome do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro.

O socorro foi acionado por volta das 4h50 da madrugada. A vítima, ainda não identificada, foi levada pelo Corpo de Bombeiros ao Pronto-Socorro da Santa Casa, mas chegou já sem vida ao hospital.

O número de denúncias sobre ataques de bolsonaristas a travestis e homossexuais têm aumentado exponencialmente nos últimos meses, principalmente nas últimas semanas, depois que o candidato do PSL foi projetado pela burguesia como próximo possível presidente golpista do Brasil.

A extrema-direita levantou a cabeça. É necessário que os trabalhadores e as organizações operárias e populares se organizem para derrotar a ameaça fascista que ronda o País, formando comitês de auto-defesa para enfrentar os fascistas nas ruas por todos os meios necessários.