Coronavírus
Denominada BBIBP-CorV, mais uma vacina chinesa se mostrou segura e desencadeou respostas imunológicas após testes de estágio inicial e intermediário em humanos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Wuhan, China - East Asia, Corona virus, Pneumonia
Vacina contra coronavírus | Foto: Reprodução

A corrida para conseguir uma vacina contra a Covid-19 ganhou uma nova forte candidata, segundo comunicado da revista Lancet divulgado nesta quinta-feira (15).

A BBIBP-CorV está sendo desenvolvida pelo Instituto de Produtos Biológicos de Pequim, uma subsidiária do Grupo Nacional de Biotecnologia da China (CNBG).

​Ela inclusive já foi aprovada para um programa de vacinação de emergência na China, voltado para trabalhadores essenciais e outros grupos de pessoas que enfrentam alto risco de infecção.

A BBIBP-CorV inclui uma mistura do vírus morto com outro componente, o hidróxido de alumínio, chamado de adjuvante porque é conhecido por aumentar as respostas imunológicas.

Para comprovar a eficácia da vacina, ainda são aguardados os testes finais da fase três, que estão em andamento fora da China.

A publicação da revista Lancet ressalta que essa vacina chinesa, tal como a outra, não causou efeitos colaterais graves, mas apenas reações adversas leves, como febre e dor no local da injeção.

Os resultados divulgados nesta quinta-feira (15) vieram de um ensaio combinado entre as fases um e dois, envolvendo mais de 600 adultos saudáveis e ​​conduzido entre 29 de abril e 30 de julho.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas