Assassinato na favela
A quinta criança morta de forma violenta este ano, segundo a ONG Rio da Paz. Ano passado o total foi de 6.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
vila_do_pinheiro_rj
Vila do Pinheiro, Complexo da Maré, RJ | Foto: Ratao Diniz

Na madrugada desta quinta-feira (25) no complexo de favelas da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, um menino de 11 anos foi baleado na cabeça e morreu após dar entrada no hospital Souza Aguiar. Segundo a ONG Rio de Paz, ele é, na contagem mais conservadora, a quinta criança morta por disparo de arma de fogo no estado.

O delegado, Daniel Rosa, responsável pelo caso, declarou que irá indiciar pelo crime Thiago da Silva Folly, o TH, chefe do tráfico de drogas da Vila do Pinheiro, área dentro da Maré onde o crime ocorreu. Segundo o delegado, “o criminoso chefe daquela comunidade responde por todos os crimes ocorridos na região”.

Embora não seja comprovada a participação da PM em mais essa morte, é corriqueira nas favelas de todo o país a participação da polícia assassinando adultos e crianças indiscriminadamente. No Brasil a violência policial é um padrão do regime político que busca controlar a população pobre através de uma brutal repressão.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas