Mais um ministro do PSL envolvido em corrupção: burguesia se prepara para varrer o baixo clero do governo

Marcelo-Álvaro-Antônio

Nesta última quinta-feira, dia 7 de março, mais um ministro do governo golpista de Bolsonaro foi denunciado por corrupção. Trata-se do ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antônio, que é do PSL. Ele foi denunciado por uma candidata do partido, Zuleide Oliveira, a qual concorreu como deputada estadual na última eleição pelo estado de Minas Gerais.

Zuleide denunciou ao Tribunal Regional Eleitoral que sua candidatura tinha como único objetivo o desvio do dinheiro do fundo eleitoral de campanha. No início do ano, as chamadas candidaturas laranjas do PSL foram alvo de denúncias, o que levou a queda do então ministro da Secretaria Geral do Governo Gustavo Bebianno.

Para além da denúncia, o caso tem que ser analisado do ponto de vista das contradições internas do governo golpista de Bolsonaro. Fato é que os setores fundamentais da burguesia, dos quais o Judiciário é um representante chave, estão se articulando para derrubar o chamado baixo clero do governo golpista de Bolsonaro. Os setores fundamentais do golpe buscam com isso colocar o governo sob suas rédeas.

O caso serve também para desmascarar a farsa do discurso de “combate à corrupção” por parte da direita e da extrema-direita. O governo golpista de Bolsonaro nem mesmo começou direito e já está cheio de denúncias relacionadas à corrupção.

A saída é a mobilização popular contra todos os golpistas que tomaram o poder de assalto. Levantar as palavras de ordem de “Fora Bolsonaro” e “Liberdade para Lula”.