Massacres incessantes
Professor e líder comunitário é assassinado no sul do país, continuando a perseguição às organizações populares.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
One person holds up a sign that reads ''More than 50 massacres, more than 190 people killed.''
Protesto em Bogotá em setembro. | Foto por: reprodução.

Luis Alberto Anay Ruiz, professor e líder comunitário em El Chontal, município de Tumaco, departamento de Nariño no sul do país, foi encontrado morto na mata, com sinais de violência em seu corpo, após estar desaparecido desde o dia 22, quando segundo familiares teria ido pescar.

Até o momento não há qualquer investigação pelas autoridades locais que pudessem informar sobre os responsáveis. Luis Alberto se destacava por lutar para levar educação à zona rural e regiões mais remotas de Tumaco e era bastante popular, pelo que sua morte tem causado grande comoção na comunidade.

Institutos que acompanham a violência no país informam que este é 308º líder comunitário assassinado, tendo havido ainda 90 massacres, em grupos de pessoas, e 65 ex-guerrilheiros, principalmente das FARC, assassinados após o acordo “de paz” que desarmou o movimento.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas