Violência policial
Jornalistas são brutalmente agredidos pela polícia durante protestos. Ação típica de ditaduras tenta calar a imprensa independente que mostra a violência do Estado.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Jornalista - Chile
Jornalista atingido diretamente nos olhos por um disparo da polícia. | Foto por: reprodução/twitter/peinsaprensa

Durante protestos que ocorrem na última sexta (12) nas ruas de Santiago, mais um jornalista de 30 anos foi ferido gravemente por policiais ao dispararem contra os manifestantes, no que provavelmente teria sido uma bala de gás lacrimogênio, causando-lhe a perda da visão de um dos olhos.

O ataque dos policiais aconteceu nas proximidades da Praça Itália, renomeada Praça da Dignidade pelos manifestantes, ponto central dos protestos desde outubro de 2019, de forma covarde contra um jornalista que estava cobrindo a manifestação, assim como tantos outros.

A polícia chilena tem agido com extrema brutalidade desde os protestos de 2019, atirando diretamente nos olhos dos manifestantes, tendo centenas de pessoas pedido a visão.

Outro jornalista, um fotógrafo, no mesmo dia foi arrastado pelos policiais tendo um obro deslocado, além de denúncias de espancamento apresentadas à Associação Chilena de Jornalistas.

O protesto da última sexta, exigia a libertação dos presos políticos e o fim do governo de Sebastián Piñera e foi duramente reprimido pelos policiais com agressões, bombas, gás lacrimogênio e caminhões com jatos d’água, tendo sido presos mais 18 pessoas.

Desde os protestos do segundo semestre de 2019, o governo Piñera deteve centenas de manifestantes, incluindo, em batidas ilegais nas casas dos manifestantes. Na semana anterior deputados de oposição apresentaram uma proposta para a anistia dos presos políticos, o que foi negada pela direita majoritária apoiadora do governo Piñera.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas