Velha receita
Tábata Amaral , deputada de direita acusa José de Abreu de machismo para esconder quem de fato dá as ordens para sua atuação parlamentar.
2019071210078_88a25612-22c8-460d-a25e-d9390a045a66
Deputada federal Tábata Amaral e seu mentor João Paulo Lemann | Foto: Reuters

 

A deputada federal Tabata Amaral ( PDT-SP) entrou em uma discussão nas redes sociais com ator José de Abreu, conhecido por suas posições de esquerda e contra o golpe de 2016. O motivo da discussão era a nomeação do militar da reserva Carlos Decotelli para o cargo de ministro da educação de Jair Bolsonaro.

O bate- boca repercutiu com o apoio de figuras de direita como Mirian Leitão, pois segundo a Deputada, que se diz de esquerda, José de Abreu teria adotado uma posição machista em seus argumentos.

“Bom senso para você é senso comum. Você tem dono, menina, todo mundo sabe”, escreveu o ator . A deputada ofendida rebateu : “Impressionante como, para alguns, mulheres empoderadas têm necessariamente um ‘dono’. No 2º turno, votei no Haddad e acho o Bolsonaro um retrocesso não apenas à democracia, mas aos direitos das mulheres. Infelizmente, o machismo não é uma característica só da direita.”

A primeira questão é uma pergunta : a qual empoderamento a deputada se refere? Ao fato de ser uma mulher no congresso? O direcionamento da discussão para a  acusação de machismo é típica da direita que se apoia e usa os  discursos identitários de empoderamento de mulheres, negros e LGBTs  para mostrar a conquista de um espaço minúsculo na sociedade capitalista que não atinge e não muda absolutamente nada para a classe trabalhadora. O que representa para  a mulher pobre uma outra mulher no congresso nacional , o que muda para a mulher moradora da favela a existência de Tabata Amaral ?  A fala da deputada  visa  na verdade encobrir o que realmente está por trás da fala do ator.

Este devia ter dito em alto em bom tom e não de forma velada que Tabata Amaral tem dono sim , e este se chama se chama João Paulo Lemann. A deputada é cria da fundação Leman a qual se dedica a formar quadros políticos e lideranças com falso perfil de esquerda, mas que no fundo tem por finalidade  a difusão da  ideologia capitalista e a garantia os lobies de interesse das empresas de Lemann e seus associados  no congresso nacional.  Lemann não é nada menos que o dono da Ambev, maior empresa de bebidas do país e que caminha para o monopólio no ramo.

Em 2019 , se defendendo de outra acusação de ligação à lemann disse a deputada: “Eu admiro o Jorge Paulo Lemann. Sabe, a gente tem uma das maiores empresas do mundo que tem brasileiros no poder. Eu acho que aí que a esquerda erra. Qual é o problema disso?”, perguntou. “Eles têm uma pauta? Têm. Mas todo mundo tem pauta”, diz a deputada, que votou pela reforma da Previdência e agradou os bilionários e banqueiros.

A tentativa da deputada cria de Lemann, é de esconder pelo viés identitário do empoderamento feminino e da  acusação de que o ator seria machista  a verdade dos fatos, não passando de uma tentativa tosca de esconder o que é público : Tabata Amaral é uma representante da direita e dos interesses do bilhonário Paulo Lemann e dos banqueiros no Brasil e assim tem se comportado de acordo com a cartilha liberal a ela fornecida em toda sua atuação parlamentar.

Criador e criatura que se fundem em uma perfeita harmonia.

 

 

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gildo
Gildo
9 dias atrás

Boa matéria! Esse “feminismo burguês” é uma porcaria!