Velha receita
Tábata Amaral , deputada de direita acusa José de Abreu de machismo para esconder quem de fato dá as ordens para sua atuação parlamentar.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
2019071210078_88a25612-22c8-460d-a25e-d9390a045a66
Deputada federal Tábata Amaral e seu mentor João Paulo Lemann | Foto: Reuters

 

A deputada federal Tabata Amaral ( PDT-SP) entrou em uma discussão nas redes sociais com ator José de Abreu, conhecido por suas posições de esquerda e contra o golpe de 2016. O motivo da discussão era a nomeação do militar da reserva Carlos Decotelli para o cargo de ministro da educação de Jair Bolsonaro.

O bate- boca repercutiu com o apoio de figuras de direita como Mirian Leitão, pois segundo a Deputada, que se diz de esquerda, José de Abreu teria adotado uma posição machista em seus argumentos.

“Bom senso para você é senso comum. Você tem dono, menina, todo mundo sabe”, escreveu o ator . A deputada ofendida rebateu : “Impressionante como, para alguns, mulheres empoderadas têm necessariamente um ‘dono’. No 2º turno, votei no Haddad e acho o Bolsonaro um retrocesso não apenas à democracia, mas aos direitos das mulheres. Infelizmente, o machismo não é uma característica só da direita.”

A primeira questão é uma pergunta : a qual empoderamento a deputada se refere? Ao fato de ser uma mulher no congresso? O direcionamento da discussão para a  acusação de machismo é típica da direita que se apoia e usa os  discursos identitários de empoderamento de mulheres, negros e LGBTs  para mostrar a conquista de um espaço minúsculo na sociedade capitalista que não atinge e não muda absolutamente nada para a classe trabalhadora. O que representa para  a mulher pobre uma outra mulher no congresso nacional , o que muda para a mulher moradora da favela a existência de Tabata Amaral ?  A fala da deputada  visa  na verdade encobrir o que realmente está por trás da fala do ator.

Este devia ter dito em alto em bom tom e não de forma velada que Tabata Amaral tem dono sim , e este se chama se chama João Paulo Lemann. A deputada é cria da fundação Leman a qual se dedica a formar quadros políticos e lideranças com falso perfil de esquerda, mas que no fundo tem por finalidade  a difusão da  ideologia capitalista e a garantia os lobies de interesse das empresas de Lemann e seus associados  no congresso nacional.  Lemann não é nada menos que o dono da Ambev, maior empresa de bebidas do país e que caminha para o monopólio no ramo.

Em 2019 , se defendendo de outra acusação de ligação à lemann disse a deputada: “Eu admiro o Jorge Paulo Lemann. Sabe, a gente tem uma das maiores empresas do mundo que tem brasileiros no poder. Eu acho que aí que a esquerda erra. Qual é o problema disso?”, perguntou. “Eles têm uma pauta? Têm. Mas todo mundo tem pauta”, diz a deputada, que votou pela reforma da Previdência e agradou os bilionários e banqueiros.

A tentativa da deputada cria de Lemann, é de esconder pelo viés identitário do empoderamento feminino e da  acusação de que o ator seria machista  a verdade dos fatos, não passando de uma tentativa tosca de esconder o que é público : Tabata Amaral é uma representante da direita e dos interesses do bilhonário Paulo Lemann e dos banqueiros no Brasil e assim tem se comportado de acordo com a cartilha liberal a ela fornecida em toda sua atuação parlamentar.

Criador e criatura que se fundem em uma perfeita harmonia.

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas