Genocídio na Colômbia
De acordo com as FARC, Triana é 247° assassinato de ex-combatente desde a assinatura do Acordo de Paz em 2016

Por: Redação do Diário Causa Operária

O Partido das Forças Alternativas Revolucionárias Comum (FARC) denunciaram o assassinato do ex-combatente Luis Triana no município de La Macarena, pertencente ao departamento de Meta (300 km ao sul de Bogotá).

No Twitter o partido noticiou que o assassinato ocorreu na noite de sábado, quando desconhecidos que dirigiam uma motocicleta “atiraram nele três vezes e posteriormente queimaram a motocicleta em que ele estava”.

Segundo o movimento político, com o assassinato de Triana, já são 247 desmobilizados mortos desde novembro de 2016, ano em que o Estado colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias do Exército Popular da Colômbia (FARC-EP) assinaram o acordo de paz.

Os dirigentes do Partido acusam a ditadura fascista de Iván Duque de orquestrar um genocídio contra seus militantes e ex-combatentes.

Send this to a friend