Mais um ataque do imperialismo a Neymar: justiça bloqueia bens de jogador por “sonegação”

neymarr

Da redação – O imperialismo não para com a campanha de perseguição ao craque da seleção brasileira, Neymar Kr. A imprensa e a justiça do Brasil, liderados pelo imperialismo, uniram-se para atacar o jogador de forma brutal.

A justiça bloqueou bens do jogador por conta de sonegação. Porém, não adianta aqui fazer uma investigação de se Neymar sonegou ou não. Neymar, após enriquecer por conta de seu belíssimo futebol, o melhor do mundo, tornou-se empresário no ramo do esporte, e sabe-se que a prática de sonegação é algo comum dentre esta classe.

O que interessa entretanto são os objetivos políticos em investigar essa sonegação. Como no caso da investigação de lavagem de dinheiro e corrupção das empreiteiras brasileiras, estava o interesse do imperialismo de derrotar estas empresas que estavam crescendo no mercado – que já haviam se expandido para uma boa parte da América Latina – e também de relacionar estas empresas a alguns políticos brasileiros, para abrir caminho também para a dominação política do imperialismo.

Agora, a situação é bem parecida. Neymar tem algumas empresas em seu nome como N&N consultoria, N&N administração de bens e a Neymar Store. Além disso, matéria de 2012 do Exame afirma que empresa de transação de jogadores de Neymar, MJF Publicidade e Promoções, estava no 11ª posição das maiores empresas deste ramo. Isto é, em 2012, quando o jogador ainda nem estava no auge de sua carreira.