Mais um ataque de bolsonaristas: jornalista esfaqueada e ameaçada de estupro em Recife

jornalista-2

Da redação – Uma jornalista do Jornal do Commercio de Pernambuco foi agredida e ameaçada de estupro por dois homens em Recife nesse domingo (7).

De acordo com a mulher agredida, que preferiu não ter seu nome revelado, dois homens chegaram para atacá-la no momento em que saiu do local de votação, no bairro de Campo Grande, na zona norte da cidade, sendo um deles seguidor de Bolsonaro, pois vestia a camisa do candidato a presidente. A jornalista afirma ainda que a motivação do ataque foi por conta de sua profissão.

O fato aconteceu por volta das 14h, na Rua Franklin Távora, onde a profissional, após votar, iria para seu carro, quando os dois, portando um pedaço de ferro, abordaram-na na rua. “Tinham um ferro, tipo um canivete. Viram meu crachá e disseram que eu era ‘riquinha’ e ‘de esquerda’ e também ameaçaram um estupro”, relatou a imprensa regional.

Os dois fascistas cortaram a vítima no braço e no queixo, e alguns minutos depois, um carro que passava na rua buzinou e os agressores teriam se assustado, saindo correndo para um um bar de esquina onde estaria um grupo bebendo.

É preciso denunciar amplamente esses ataques, bem como construir os Comitês de Luta Contra o golpe e de Auto-defesa da população, pois, como está claro, o fascismo não será derrotado nas urnas e sim nas ruas, através das organizações operárias agindo de maneira independente da burguesia.