Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
jornalista-2
|

Da redação – Uma jornalista do Jornal do Commercio de Pernambuco foi agredida e ameaçada de estupro por dois homens em Recife nesse domingo (7).

De acordo com a mulher agredida, que preferiu não ter seu nome revelado, dois homens chegaram para atacá-la no momento em que saiu do local de votação, no bairro de Campo Grande, na zona norte da cidade, sendo um deles seguidor de Bolsonaro, pois vestia a camisa do candidato a presidente. A jornalista afirma ainda que a motivação do ataque foi por conta de sua profissão.

O fato aconteceu por volta das 14h, na Rua Franklin Távora, onde a profissional, após votar, iria para seu carro, quando os dois, portando um pedaço de ferro, abordaram-na na rua. “Tinham um ferro, tipo um canivete. Viram meu crachá e disseram que eu era ‘riquinha’ e ‘de esquerda’ e também ameaçaram um estupro”, relatou a imprensa regional.

Os dois fascistas cortaram a vítima no braço e no queixo, e alguns minutos depois, um carro que passava na rua buzinou e os agressores teriam se assustado, saindo correndo para um um bar de esquina onde estaria um grupo bebendo.

É preciso denunciar amplamente esses ataques, bem como construir os Comitês de Luta Contra o golpe e de Auto-defesa da população, pois, como está claro, o fascismo não será derrotado nas urnas e sim nas ruas, através das organizações operárias agindo de maneira independente da burguesia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas