Siga o DCO nas redes sociais

É protelada a quarentena SP
Mais rica cidade do país, São Paulo prorroga quarentena
A única medida que resta ao governador da maior metrópole brasileira é adiar a quarentena, pois não há hospitais e nem salário.
15860366325e88ff984c08c_1586036632_3x2_rt
É protelada a quarentena SP
Mais rica cidade do país, São Paulo prorroga quarentena
A única medida que resta ao governador da maior metrópole brasileira é adiar a quarentena, pois não há hospitais e nem salário.
Foto da família com geladeira vazia.
15860366325e88ff984c08c_1586036632_3x2_rt
Foto da família com geladeira vazia.

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) prorrogou a quarentena em São Paulo, uma tendência que muitos governadores tendem a seguir, pois a demagogia com classe trabalhadora vai aumentar proporcionalmente ao numero de contágios. A quarentena começou em São Paulo no dia 24 de março e teria validade até esta terça-feira (7), mas foi prorrogada até o dia /////////////////22 deste mês.

O decreto do Estado de São Paulo determinou o fechamento do comércio e de serviços não essenciais, o que inclui bares, restaurantes e cafés, que só podem funcionar com serviços de delivery. Já os considerados essenciais, como farmácias e supermercados, podem abrir as portas. A medida vale para todos os municípios do Estado.

São Paulo é o Estado com maior número de contágios e mortes de todo o território nacional, como confirmam as estatísticas divulgadas pelo ministério da saúde, o Estado tem 275 óbitos, 56% do total do País. O Estado tem 4.620 casos confirmados, 41% dos casos brasileiros.

A alta no número de mortes foi de 6% nas últimas 24 horas. Em uma semana, a secretaria contabiliza aumento de 180% no número de mortes pela doença, em comparação com o balanço do domingo (29), quando o número de vítimas chegava a 98 pessoas.

Leia Também  Piauí chegou muito perto de ter colapso de sistema de saúde

Paralelamente ao anuncio do prolongamento da quarentena, Doria o governador golpista, declarou que pode colocar a Guarda Civil e a Polícia Militar para reprimir o povo em casos de aglomeração, dando permissão a PM aprender pessoas que estejam na rua, é na pratica o Estado de Sítio.

Temos quem lembrar ao leitor, que Doria e os PSDB, apoiaram a PEC da morte que impões ao país, vinte anos sem investimento publico na estrutura social, Doria representa o setor social que praticamente destruiu o sistema de saúde brasileiro, em detrimento do privado.

Que agora que fazer com que as periferias brasileiras, tornam-se na pratica grandes senzala sociais, onde povo pobre abandonado a própria sorte sem saúde e emprego  não pode sair a ruas, para protestar. Doria e restante da burguesia brasileira são os verdadeiros culpados, por que esta por vim acontecer com povo pobre neste país, uma verdadeira carnificina.

Estado brasileiro tem como única politica para conter o avanço do covid-19, o isolamento social, que na pratica não acontece, pois as pessoas precisam trabalhar, e não tem uma assistência social e econômica que poderia possibilitar de fato tal isolamento, o regime hospitalar depois de décadas sendo sucateados não conseguia absorver a demanda popular mesmo antes da pandemia. Agora então, menos ainda.

Leia Também  Mais "rodízio" de água no Paraná em pleno pico da pandemia

A situação da população, é de  iminentes mobilizações espontâneas que se não tiver uma direção consciente, pode ser controlada pelos os oportunistas, que assombram a classe trabalhadora. Neste sentido a esquerda não pode ficar sendo orientada no momento crise como o atual, pelos que produziram todo caos social.

 



0 Shares
Share via
Copy link