Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Dr-oUk4WwAIqYzI
|

Da redação – A participação de Cuba no Programa Mais Médicos é um dos aspectos que faz parte de uma imensa vontade politica de solidariedade do governo cubano, para compartilhar nossos sucessos com os povos do mundo inteiro, para oferecer o serviço médico em lugares de extrema pobreza que talvez tiveram um médico pela primeira vez .

Nessa vontade política, inclui a formação de jovens médicos vindos de inúmeros países da África, Ásia, o Caribe anglófilo, América Latina, entre estes o Brasil.
Cuba também tem a produção de vacinas importantes para o tratamento de epidemias, e de várias doenças crônicas. Com um senso de humanidade, Cuba assumiu o cuidado médico de centenas de crianças ucranianas afetadas pelas consequências da tragédia atômica ocorrida na Ucrânia, em 26 de abril de 1986, com a explosão em um reator da Usina nuclear de Chernobyl.
Destacam-se também as façanhas da luta contra o Ebola na África, a cegueira na América Latina e no Caribe, a cólera no Haiti, as brigadas do Contingente Internacional de Médicos Especializados em Desastres Henry Reeve.
Os povos de Nossa América e do resto do mundo sabem que poderão contar sempre com a vocação humanista e solidária de nossos profissionais que têm uma única opção: lutar e crescer; lutar e vencer; lutar até a vitória sempre.
* Por Juan Pozo Alvarez, Primeiro Secretário da Embaixada de Cuba no Brasil
Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas