HAMBURGUER CE1920
SHARE

A CUT precisa convocar a mobilização nos bairros operários

Neste final de semana

Mais de 500 pessoas participam da Escola Marxista

A 4ª Escola Marxista do PCO terá como tema de curso o "Bolchevismo e Stalinismo", baseado na obra do grande revolucionário Leon Trótski

4ª Escola Marxista do PCO – Foto: Reprodução

Redação do DCO

Ricardo Lusíadas

Neste final de semana, ocorrerá, em dezenas de cidades em todas as regiões do país, a 4ª Escola Marxista do Partido da Causa Operária (PCO). Organizado pelos militantes mais experientes do partido, o curso de formação política terá como tema o “Bolchevismo e Stalinismo”, que é baseado na obra homônima de Leon Trótski. Esse tema fora abordado pela 47ª Universidade Marxista no início do ano, com uma carga horária de 48h, e teve como palestrante Rui Costa Pimenta, Presidente Nacional do PCO. O valor da inscrição é simbólico, apenas R$10,00(dez rais). Quem adquirir o livro Bolchevismo e Stalinismo, editado, revisado e com notas da equipe da Editora Causa Operária, por R$35,00(trinta e cinco reais), já tem acesso ao curso sem pagar nenhuma outra taxa.

Stálin e o stalinismo foram fatores que definiram a politica durante todo o século XX. A política interna e externa implantada por Stálin viria a levar o movimento operário a um desastre: a queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (URSS). Os erros da política e da burocracia stalinistas estão presentes ainda hoje na esquerda pequeno-burguesa no mundo. Stálin agiu de forma contrarrevolucionária e assassina desde o começo de sua chegado ao poder, assassinando opositores, sufocando a política dos operários e desacreditando o socialismo como futuro da humanidade e libertação da classe trabalhadora. No atual momento de crise do regime capitalista e crescimento da extrema-direita, existem muitos partidos de esquerda querendo ressuscitar essa política stalinista de frente ampla com setores burgueses, imperialistas e reacionários, uma política que a longo prazo irá minar a política de libertação da classe operária.

A Escola Marxista é uma pequena introdução, uma aula, sobre este tema importantíssimo e muito atual para a compreensão da situação política.

O curso da Escola Marxista será reduzido, com carga horária de 4h, ministrado de forma presencial e online. A iniciativa do PCO segue a tradição dos partidos revolucionários e marxistas de levar a formação política e o estudo para toda a população. É de fundamental importância para os partidos marxistas e revolucionários o estudo da teoria para que tenhamos uma prática eficiente em prol da luta dos trabalhadores e de um programa político-partidário em busca de uma sociedade socialista.

Essa tradição de estudos teóricos do marxismo começou no Partido Social-Democrata Alemão, cujos membros como Karl Marx, Friedrich Engels e Rosa Luxemburgo, dentre outros, eram os próprios professores da Universidade voltada para os trabalhadores. Muitos militantes foram formados nessas universidades, que formaram grandes militantes e teóricos do marxismo.

Nessa linha importante e que surtiu resultados positivos, o Partido da Causa Operária vem levando conhecimento e formação para todos os trabalhadores nos bairros, cidades do interior e fábricas, com cursos presenciais e online, preparando a classe trabalhadora para a sua luta diária e de caráter revolucionário.

O PCO já vem promovendo esses cursos de formação desde a década de 1980. Em 1997 ocorreu o primeiro curso formalizado, chamado de Universidade de Férias. Hoje ela organiza dois cursos por ano com diversos temas e personalidades históricas do marxismo. A Universidade Marxista, criada em 2019, ocorre em dois períodos do ano, entre a universidade de férias e a de verão. Agora as Escolas Marxistas irão popularizar a discussão teórica do marxismo também nas cidades do interior, alcançando uma quantidade muito maior de trabalhadores, com dezenas de cursos durante o ano, com uma linguagem simples, sem a formalidade e complexidade dos cursos universitários, nos quais boa parte da população fica excluída.

Esta será a 4ª Edição da Escola Marxista. Neste final de semana, 26 e 27 de junho, inscreva-se no site https://escolamarxista.pco.org.br/ e escolha a cidade, melhor horário e forma de assistir o curso.
Confira abaixo o dia e o horário do curso em sua cidade:


Sul

Caxias (RS) dia 26/06 às 15h
Florianópolis (SC) dia 27/06 às 15h
São Miguel das Missões (RS) dia 26/06 às 15h
Joinville (SC) dia 27/06 às 15h
Porto Alegre (RS) dia 26/06 às 15h
Blumenau (SC) dia 27/06 às 15h
Paranaguá (PR) dia 26/06 às 15h

Sudeste

São Paulo (SP) dia 27/06 15h
Campinas (SP) dia 27/06 15h
Santo André (SP) dia 26/06 15h
Araraquara (SP) dia 27/06 15h
Marília (SP) dia 27/06 15h
Vitória (ES) dia 25/06 18h
Belo Horizonte (MG) dia 27/06, 15h
Uberlândia (MG) dia 26/06, 15h
Rio de Janeiro (RJ) dia 27/06, 14h
Volta Redonda (RJ) dia 26/06, 15h
Petrópolis (RJ) dia 26/06, 15h

Centro-Oeste

Cuiabá (MT) dia 26/06, 15h
Campo Grande (MS) dia 26/06, 15h
Brasília (DF) dia 27/06, 15h

Nordeste

Salvador (BA) dia 26/06, 15h
Recife (PE) dia 27/06, 15h
João Pessoa (PB) dia 26/06, 15h
Natal (RN) dia 26/06, 15h
Porto Seguro, 27/06, 10h

Norte

Rio Branco (AC) dia 27/06, 18h

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.