Mais de 35 mil pessoas desistiram de planos de saúde no Ceará

abre_bertioga_hospital-municipal-foto-laertonsantos

A deterioração das condições de vida da população brasileira é perceptível em vários aspectos. Um exemplo disso são os dados divulgados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar em relação ao número de pessoas que abandonaram o plano de saúde no Ceará. Nos últimos cinco anos, mais de 35 mil pessoas tiveram que abrir mão do plano de saúde no estado.

De 2014 para 2019, o número de beneficiários passou de 402,8 mil para 367,7 mil no estado. Uma queda de 8,7%. O vice-presidente do Instituo Brasileiro de Executivos de Finanças do Ceará, Raul santos, declarou que a queda ocorre devido quando há um “abalo” na renda da pessoa física.

Com o aprofundamento da política golpista nos últimos anos, ou seja, com os ataques às condições de vida da população, o corte de direitos, de investimentos públicos, nos salários, etc, há, consequentemente, um aumento da pobreza e da miséria. O que leva a situações como essa.