Mais de 25 universidades já foram reprimidas: golpistas avançam para consolidar a ditadura

censurado

Da redação – Nesta reta final das eleições, dezenas de universidades, onde geralmente predomina um pensamento de esquerda ou progressista, manifestaram-se contra o golpe e a extrema-direita.

Bandeiras anti-fascistas, panfletos contra destruição da educação pública e outras coisas do tipo foram arbitrariamente impedidas pelos golpistas. Em diversas universidades, em todas as regiões do país, a justiça mandou seus fiscais e suas milícias armadas para impedir que tais manifestações pudessem acontecer.

Segundo as denúncias que foram feitas nas redes sociais, e que portanto não conseguem abordar todos os eventos que ocorreram, já teriam ocorrido, até esta manhã, mais de 25 casos de repressão e censura nas universidades.

Para ter uma panorama maior, foi feito uma lista:

  1. UFRRJ
  2. UFPB
  3. UERJ
  4. UFU
  5. UFAM
  6. UCP
  7. UniRio
  8. UEPB
  9. UFMG
  10. UFG
  11. UNEB
  12. UCP
  13. UFMS
  14. UFRJ
  15. UFERSA
  16. Unilab
  17. UFF
  18. Unifei
  19. UFBA
  20. UFCG
  21. UFMT
  22. UENF
  23. UEPA
  24. UFGD
  25. UNESP Bauru
  26. UFSJ
  27. UFRGS
  28. UFFS
  29. IFB