Ataque aos servidores públicos
Rodrigo Maia (DEM-RJ) parabenizou Jair Bolsonaro pelo projeto que retira direitos dos servidores públicos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bolsonaro-guedes
Bolsonaro e Paulo Guedes: inimigo dos servidores públicos. | Reprodução.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), parabenizou o presidente Jair Bolsonaro pela proposta de Reforma Administrativa e disse que espera poder votar na Câmara ainda este ano.

A proposta de Jair Bolsonaro significa um duro ataque ao funcionalismo público. A estabilidade funcional é extinta, bem como são criados critérios de desempenho e produtividade que aumentam a pressão sobre os servidores e facilitam a demissão. Além disso, uma série de direitos adquiridos são liquidados. Percebe-se a intenção dos golpistas de criar mecanismos de pressão política e monitoramento dos servidores, de forma a avançar no alinhamento ideológico com o governo Bolsonaro.

As modificações não atingem a alta cúpula do serviço público, composta por uma seleta minoria de privilegiados, que desfrutam de salários altos e benefícios funcionais. Parlamentares, magistrados, promotores e militares ficam de fora da proposta apresentada por Bolsonaro e saudada por Rodrigo Maia.

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas