Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou que entra nesta sexta-feira (12) no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma reclamação contra a decisão da Justiça de Pernambuco que suspendeu trecho de medida provisória que autoriza a privatização da Eletrobras.

O juiz Claudio Kitner, da justiça Federal, de Pernambuco, suspendeu na quinta (11), os efeitos da medida provisória (MP) 814, a qual permite a privatização da Eletrobrás é suas subsidiárias, afirmou que o governo federal não justificou o porquê de aprovar a questão por meio de medida provisória.

A decisão é liminar em reposta a uma ação popular, no pedido o autor diz que a MP, prejudica os interesses da população ao revogar o artigo de lei que proibia a privatização e que a venda da estatal tem desvio de finalidade.

Rodrigo Maia é hipócrita , quando diz que discorda da interferência do poder judiciários das decisões do legislativo e do executivo, pois quando juízes e o STF mediaram todo processo golpista, sua opinião não foi à mesma. Quando os interesses golpistas não são contemplados ele muda o discurso.

O golpe de estado foi dado, para que a burguesia brasileira, totalmente subserviente aos interesses imperialistas, que é de pilhagem de todo patrimônio nacional, venda tudo a preço de banana.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas