Política
O presidente da Câmara dos Deputados deixou claro no programa Roda Viva que não irá abrir nenhum processo de impeachment contra Bolsonaro e que não se arrepende do golpe de 2016
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
O ministro da Economia, Paulo Guedes, se reúne com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia no Ministério da Economia.
Rodrigo Maia | Foto: Reprodução

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse em entrevista ao Roda Viva que não abrirá nenhum processo de impeachment contra Jair Bolsonaro. Maia também declarou que não se arrepende de ter apoiado o golpe de estado contra Dilma Rousseff em 2016 e que as chamadas “pedaladas fiscais” eram crimes muito maiores do que qualquer coisa que tenha feito Bolsonaro.

Maia é tido por parte da esquerda pequeno burguesa como um grande democrata e figura essencial no combate a Jair Bolsonaro, o que justificaria uma frente ampla e até o apoio a seu escolhido para a sucessão na Câmara. No entanto, Maia é e sempre foi um golpista que luta contra a classe trabalhadora e o povo brasileiro, assim como todo resto da direita dita “democrática”, além de grande aliado de Bolsonaro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas