Maia atropela Constituição, convoca a quadrilha e passa com urgência a entrega da Eletrobrás

Maia

Da redação – Os golpistas da Câmara dos Deputados aprovaram, após mais uma manobra regimental, o requerimento de urgência para o projeto de lei que autoriza que a entrega de seis distribuidoras da Eletrobras seja votado diretamente no plenário, sem precisar passar pelas comissões. A votação golpista passou com 226 votos a 47 e essa medida dos capachos do imperialismo pode modificar os leilões e retira o debate aprofundado das comissões, onde se pode denunciar e ter mais tempo para impedir a entrega.

Os servos dos capitalistas estrangeiros, que estão ansiosos para mais essa arrematada para a agenda imperialista, não conseguiriam passar com os votos suficientes em um requerimento normal de urgência, pois o mesmo exige o apoio da maioria absoluta da Câmara (voto favorável de 257 dos 513 deputados). Dessa forma, o governo golpista de Michel Temer (MDB), manobrou com aval do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e votou outro tipo de requerimento, que precisa apenas de maioria simples (apoio de metade dos presentes, com quórum mínimo de 257, o que pode ser, no limite, apenas 129 votos a favor de acelerar a matéria).

Esse tipo de requerimento de urgência, é limitado a um número pequeno de projetos ao mesmo tempo e que já estava estourado, porém, golpista que é golpista não respeita a Constituição, passa por cima, aprova a entrega do patrimônio nacional com caráter de urgência.