Magrão, ídolo do Sport Club do Recife, completa 13 anos no time

Nesta semana, o goleiro Alessandro Beti Rosa, mais conhecido como Magrão, completou 13 anos junto ao Sport Club do Recife. Aos 41 anos, Magrão é o jogador que mais jogou com a camisa do Sport: foram 701 partidas disputadas – entre campeonatos regionais, nacionais e até mesmo internacionais –, o que lhe rendeu o posto de jogador que mais jogou em um mesmo clube no Nordeste.

Magrão assinou o seu primeiro contrato junto ao Sport no dia 21 de abril de 2005. Na época, Magrão era um desconhecido da torcida e chegou para ser reserva do goleiro Maizena. No entanto, não tardou para que Magrão se tornasse o arqueiro titular do Sport – e, futuramente, um dos maiores ídolos de sua história.

Além de ter defendido o rubro-negro pernambucano por mais de 700 jogos, Magrão ajudou a escrever capítulos gloriosos da história do Sport. Na sequência de cinco títulos consecutivos do campeonato pernambucano – de 2006 a 2010 –, Magrão esteve na defesa rubro-negra a maior parte do tempo. Em 2006 e 2011, quando o Sport subiu para a primeira divisão do campeonato brasileiro, Magrão também estava presente.

Sem sombra de dúvida, o momento mais importante dos últimos dez anos da história do Sport Club do Recife foi o título da Copa do Brasil de 2008. Naquele ano, Magrão já era titular incontestável do leão e, inclusive, defendeu pênalti na semifinal contra o Vasco da Gama. No ano seguinte, Magrão foi o goleiro do Sport na Taça Libertadores da América.

Atualmente, Magrão está se recuperando de uma artroscopia no joelho. Contudo, em dois meses o ídolo rubro-negro deve voltar aos gramados. Embora seu contrato se encerre em dezembro deste ano, Magrão ainda não declarou se iria se aposentar.